Covid-19: goleiro leiloa camisa de Victor, do Galo, em prol de doações

Wallef, do Afogados, quer reverte recursos em cestas básicas

Publicado em 29/04/2020 - 12:46 Por Lincoln Chaves - Repórter da TV Brasil e da Rádio Nacional - São Paulo

Em 26 de fevereiro deste ano, o goleiro Wallef brilhou na classificação histórica do Afogados à terceira fase da Copa do Brasil. Além das defesas no tempo normal - principalmente, na disputa por pênaltis que decretou a surpreendente vitória do time do sertão pernambucano sobre o Atlético-MG - o camisa 1 ficou marcado por usar um boné na partida realizda à noite. Na ocasião, para tornar o jogo ainda mais inesquecível, ele ganhou a camisa de Victor, arqueiro e ídolo da torcida do Galo, então adversário.

Dois meses depois, as vidas de Wallef e Victor voltaram se cruzar, desta vez longe dos gramados. Devido à pandemia do novo coronavírus (covid-19), o goleiro do Afogados decidiu leiloar o camisa presenteada pelo atleticano, com o objetivo de arrecadar fundos para comprar cestas básicas e distribui-las a famílias carentes da cidade de São José do Calçado (ES),onde nasceu. O município tem pouco mais de 10 mil habitantes, segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). A campanha, iniciada nas redes sociais, repercutiu e chegou ao jogador do time mineiro, que decidiu colaborar.

Wallef Mendes/Arquivo pessoal
Wallef Mendes/Arquivo pessoal - Wallef Mendes/Arquivo pessoal

"Por (São José do Calçado) ser uma cidade pequena, precisaria de uma ajuda. Pensei, como meio de ajudar, em leiloar a camisa do Victor. Depois de alguns dias, ele entrou em contato comigo. Fiquei muito feliz. Pudemos bater um papo maneiro e ele se prontificou a enviar uma nova camisa e ajudar com algumas cestas", conta Wallef, à Agência Brasil. "O leilão foi encerrado na segunda (27) com um ganhador daqui da cidade, que deu lance para 25 cestas (uma cesta corresponde a R$ 40). O Victor dará mais 25, então, conseguimos 50 cestas ao todo. Estou muito feliz de poder ajudar, se não toda a população, pelo menos algumas famílias", conta satisfeito.

Ouça na Rádio Nacional

Segundo Wallef, as doações serão feitas amanhã quinta-feira (30) - mesmo dia em que termina o vínculo dele com o Afogados. Com a Copa do Brasil e o Campeonato Pernambucano - no qual o clube ocupa a sexta posição - paralisados devido ao coronavírus,  e a Série D sem previsão de início, o goleiro aguarda os desdobramentos. "O momento agora é para nos cuidarmos. Esse vírus não é brincadeira. Estou bem, feliz com minha família. Ainda não teve conversa sobre renovação, acho até que pelo clube ainda esperar essa questão da pandemia. Então, é ver o que Deus tem para nós", conclui.

Edição: Cláudia Soares Rodrigues

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique
Últimas notícias