Messi revela preocupações com o futebol na temporada de 2020

Em entrevista, craque admitiu decepção com adiamento da Copa América

Publicado em 27/05/2020 - 12:48 Por Maurício Costa - Repórter da Rádio Nacional - Rio de Janeiro

O melhor jogador do mundo também sofre. Em meio à pandemia do novo coronavírus (covid-19), Lionel Messi revelou suas maiores preocupações no ano de 2020, e quando o argentino fala, o mundo quer saber.  Em entrevista pubicada hoje (27), no site da Adidas - patrocinador oficial do atleta - o craque do Barcelona falou sobre a suspensão do Campeonato Espanhol e o adiamento da Copa América, que seria disputada neste ano na Argentina e na Colômbia, além de também comentou a possibilidade de vir a atuar sem torcida no estádio.

O atacante admitiu que viver ou trabalhar com tanta incerteza nunca é fácil, especialmente em uma situação inédita como a atual. “Todos nos perguntamos quando voltaremos ao trabalho, quando começaremos a treinar e competir novamente. Para qualquer jogador de futebol, é crucial manter o foco quando você entra em campo”.

Sobre o retorno das partidas sem torcida, Messi acredita que será um novo desafio. “A preparação do grupo é a mesma de qualquer outro jogo, mas individualmente cada pessoa precisa se preparar para o jogo sem torcedores, porque é muito estranho. Eu passei por isso em uma partida e foi absolutamente assustador. Mas é normal que a Liga seja retomada assim. Com tudo o que está acontecendo no mundo, é perfeitamente compreensível”.

Ouça na Rádio Nacional

 

Messi treina diariamente em casa com o programa passado pelo Barcelona. Mesmo distante do cenário ideal, ele acredita que o pior é não ter jogos, portanto, as equipes vão precisar de um tempo a mais de trabalho conjunto para voltar a competir.

No Barcelona, Messi é campeão de tudo. Na Seleção Argentina principal, só bateu na trave. Após a eliminação para o Brasil na semifinal da Copa América de 2019, o craque foi um dos mais revoltados com possíveis erros de arbitragem, dizendo que o torneio estava armado para a seleção de Tite. A chance de levantar um caneco com a alviceleste seria na Copa América de 2020, que seria na Argentina e na Colômbia. O adiamento do evento para o ano que vem foi uma grande decepção para o camisa 10.

“A Copa América seria muito importante pra mim neste ano e eu estava extremamente animado para competir novamente. Foi um golpe duro quando soube que seria adiado, mas entendi completamente”.

A Copa América será disputada de 11 de junho a 11 de julho de 2021. O Campeonato Espanhol deve retornar na primeira quinzena de junho deste ano. Faltando 11 rodadas para o fim, o Barcelona é o líder da competição, com 58 pontos, dois a mais que o Real Madrid, segundo colocado.

Edição: Cláudia Rodrigues

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique
Últimas notícias
Um trabalhador fica perto de um tanque da empresa estatal de petróleo da Petrobras em Brasília
Economia

Campo de Búzios registra recorde de produção em julho

Esse é o maior campo de petróleo em águas profundas do mundo, segundo a Petrobras. Produção do mês passado foi de 615 mil barris de óleo por dia (bpd).

Moeda Nacional, Real, Dinheiro, notas de real,Cédulas do real
Economia

Baixa inflação permitiu corte nos juros, avaliam entidades

Entidades do setor produtivo consideram acertada a redução da Selic para 2% ao ano, o menor nível da história. Para CNI, juros baixos ajudam a conter efeitos da crise.

tombense
Esportes

Tombense chega à final do Mineiro pela primeira vez

Equipe volta a superar Caldense nas semifinais da competição, e espera vencedor de Atlético e América na grande decisão.

Brasília 60 Anos - Esplanada dos Ministérios
Geral

Governo prepara consulta aos 600 mil servidores federais

Pesquisa vai mapear clima organizacional nos órgãos públicos e será disponibilizada entre 21 de setembro e 12 de outubro. Participação é voluntária e totalmente sigilosa.

Fachada do edifício sede do Supremo Tribunal Federal - STF
Justiça

STF valida restrição para operações policiais no Rio

Pela decisão, as operações policiais no Rio de Janeiro poderão ser deflagradas somente em casos excepcionais, após justificativa enviada ao Ministério Público.

O presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), ministro Luiz Fux, durante aula magna sobre o tema Educação e Democracia: Perspectiva 2018, na abertura do curso da pós-graduação Lato Sensu em Democracia, Direito Eleitoral e Poder Legislativo.
Justiça

Luiz Fux defende uso de inteligência artificial no Judiciário

O magistrado argumentou que sistemas podem contribuir para substituir tarefas laboriosas, feitas por diversos servidores, gerando ganho de eficiência na análise de processos.