Gilberto vê Fla favorito, mas pede respeito

Lateral revela incômodo com menosprezo ao Fluminense

Publicado em 10/07/2020 - 15:38 Por Maurício Costa - Repórter da Rádio Nacional - Rio de Janeiro

“Favoritismo do lado deles, porém com mais respeito”, a declaração de Gilberto pode resumir o sentimento do Fluminense em relação à final do Campeonato Carioca. Em entrevista coletiva nesta sexta (10), o lateral-direito revelou que considera o Flamengo favorito para a conquista do Estadual, mas o título da Taça Rio serviu para mostrar que o tricolor não pode ser menosprezado.

“Eu colocaria que o Flamengo ganhou a Taça Guanabara, o Fluminense ganhou a Taça Rio. Eles continuam sendo favoritos pelo que construíram há pouco tempo atrás, mas com respeito, principalmente depois de a gente ter conquistado esse título. O fato de o Flamengo ser favorito não me incomoda, o que me incomoda é que você pode elogiar um adversário sem menosprezar o outro. Isso às vezes acontece e me incomoda. De maneira alguma você pode menosprezar o adversário, ainda mais se tratando de clássico”, disse o lateral.

Gilberto deixou claro que não estava se referindo a jogadores do Flamengo ou alguém da comissão técnica do rubro-negro: “Eu recebi muitas mensagens, alguns vídeos de pessoas dizendo que a gente ia ter sorte se a gente perdesse de pouco, se a gente não fosse goleado. É esse tipo de coisa que eu cito como menosprezar a equipe. O Fluminense tem uma história linda. Quem duvida que o Fluminense possa ganhar qualquer jogo deve ter nascido depois de 2009, porque um time com 99% de chances de ser rebaixado fazer o que fez é uma história maravilhosa a ser contada, como esse último jogo também vai ser uma maravilhosa história a ser contada por tudo o que aconteceu”.

flamengo x fluminense
Fluminense conquistou a Taça Rio na última quarta sobre o Flamengo - Alexandre Vidal/Flamengo/Direitos Reservados

Quem falou especificamente de problemas com o adversário foi Muriel. Durante a disputa de pênaltis da final da Taça Rio, alguns jogadores do Flamengo e do Fluminense discutiram no meio de campo após cobrança de William Arão, que o tricolor defendeu. O goleiro preferiu não criar polêmica sobre provocações dos rubro-negros: “São coisas que acontecem dentro da partida. Cada jogador tem sua característica, sua conduta. Tem gente que gosta de ficar falando, provocando o adversário, não é muito a minha conduta, eu não faço isso, mas cada um tem a liberdade de fazer aquilo que acredita ser correto. Acho que, às vezes, eles acabam fazendo para desestabilizar, mas eu tenho muita frieza, muita tranquilidade, acredito no meu potencial. São coisas que ficam dentro de campo. Sempre que você fala de alguém, você pode estar dando oportunidade para o outro falar também, mas isso não é do meu perfil. Prefiro me concentrar na minha área de ação e dar o meu melhor”.

Ouça na Rádio Nacional

Além de todas as batalhas internas e externas que envolvem as últimas partidas do Campeonato Carioca, o técnico do Flamengo, Jorge Jesus, afirmou, após a final da Taça Rio, que o Fluminense jogou para não perder por muito. A declaração não caiu bem e Gilberto respondeu: “Discordo. Acho que temos que respeitar o trabalho do Odair. É um treinador que, apesar de ser novo, é muito inteligente e muito dedicado. Foi montada uma estratégia e, mesmo com pouco tempo, treinamos bastante e conversamos muito. Quem viu o jogo, viu os jogadores de frente se dedicando bastante na marcação, saindo no contra-ataque e tendo ainda algumas chances. Tivemos algumas chances claras comigo, teve com o Yago, com o Marcos Paulo. Entramos para vencer, como um clássico, e conseguimos o título”.

Flamengo e Fluminense fazem a primeira partida da final do Campeonato Carioca neste domingo (12), às 16h, no Maracanã.

Edição: Fábio Lisboa

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique
Últimas notícias
Violência doméstica violência contra a mulher
Direitos Humanos

Lei Maria da Penha: subnotificações escondem número real da violência

A Secretaria Nacional de Políticas para as Mulheres vem trabalhando em novas ferramentas para reduzir a subnotificação. Dentre essas ferramentas, está o aplicativo Direitos Humanos Brasil.

 

Conselho Nacional de Justiça (CNJ)
Justiça

CNJ comemora sucesso de audiências e sessões por videoconferência

De 1º de maio a 4 de agosto, o Judiciário realizou 366. 278 mil videoconferências por meio da Plataforma Emergencial de Videoconferência para Atos Processuais.

Testes para detecção do Covid-19
Saúde

São Paulo registra mais de 25 mil mortes pela covid-19

Entre os 621.731 de casos diagnosticados de covid-19, 397.653 pacientes estão recuperados, sendo que 75.806 foram internados e tiveram alta hospitalar.

Reprodução gráfica da chuva de meteoros Geminídeos feita pela Organização Meteorológica Internacional
Geral

Chuvas de meteoros poderão ser vistas no Brasil este mês

Neste domingo, Dia dos Pais, quem acordar bem cedo poderá acompanhar a ocultação de Marte. É como se fosse um eclipse, quando a Lua passa entre a Terra e o planeta vermelho.

Área de lazer do Aterro do Flamengo reaberta atrai milhares de cariocas
Saúde

Dia Nacional do Combate ao Colesterol chama a atenção para o problema

A data, 8 de agosto, é uma forma de mobilizar a sociedade para promover uma conscientização maior dos cidadãos, profissionais e do Poder Público sobre a necessidade de prevenir e mitigar os efeitos desse mal.

Chica Xavier
Geral

Morre no Rio atriz Chica Xavier, aos 88 anos

Uma das primeiras atrizes negras a desempenhar papéis marcantes, em 1956 encenou a primeira peça de sua carreira, Orfeu da Conceição, e no cinema, estreou em 1962, no filme Assalto ao Trem Pagador.