CBF adia CSA x Cuiabá na Série B. Alagoanos têm 20 casos de covid-19

Com 14 infectados, Imperatriz também tem jogo postergado na Série C

Publicado em 13/08/2020 - 19:36 Por Lincoln Chaves - Repórter da TV Brasil e da Rádio Nacional - São Paulo

A Confederação Brasileira de Futebol (CBF) anunciou o adiamento do jogo entre CSA e Cuiabá, que seria disputado no sábado (15), em Maceió, pela terceira rodada do Campeonato Brasileiro da Série B. O time alagoano está com 20 jogadores contaminados pelo novo coronavírus (covid-19). Nesta quinta-feira (13), o Azulão confirmou mais dois casos positivos.

Esta é a segunda partida consecutiva do CSA que é adiada pela CBF. O duelo previamente agendado para a última quarta-feira (12), contra a Chapecoense, em Chapecó (SC), também foi postergado em razão dos casos de covid-19 no elenco alagoano. A entidade informou que, “oportunamente”, informará as novas datas para os duelos.

Dias antes da estreia na Série B, o Azulão teve nove jogadores diagnosticados com o vírus. Eles foram isolados e não entraram em campo diante do Guarani, no sábado (8). Apesar dos desfalques, a equipe alagoana venceu por 1 a 0. No domingo (9), o elenco foi submetido a novos testes, que detectaram mais nove infectados.

Série C

A terceira divisão nacional também teve um jogo postergado devido ao novo coronavírus. Com 14 casos confirmados no elenco, o Imperatriz teve o duelo contra a Jacuipense, em casa, adiado pela CBF. O clube do interior maranhense tem 19 atletas inscritos na competição. Ou seja, apenas cinco deles não estão infectados.

O Imperatriz ainda não pôde entrar em campo na Série C deste ano. A estreia na competição, que seria no domingo passado, contra o Treze, em Campina Grande (PB), foi suspensa. O clube, na ocasião, tinha 12 atletas contaminados. Os dois confrontos ainda serão remarcados pela CBF.

Nesta quinta, o time do Maranhão também anunciou a saída do técnico Paulinho Kobayashi. “Após conversa com a diretoria, o mesmo [Kobayashi] decidiu que não continuaria. O clube agradece ao extremo profissionalismo do técnico durante o tempo que esteve no comando do Cavalo”, declarou a agremiação, em nota oficial.

Edição: Fábio Lisboa

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique
Últimas notícias