Biometria: mais de 240 mil eleitores ainda não se recadastraram no DF

O prazo começou em 25 de fevereiro de 2013 e termina na segunda-feira

Publicado em 28/03/2014 - 12:54 Por Andreia Verdélio - Repórter da Agência Brasil - Brasília

O motorista Cristiano Rodrigues Braga disse hoje (28) ao patrão que daria uma saída rápida do trabalho e logo voltaria. Na verdade, ele ficou cerca de duas horas na fila do posto de atendimento da Justiça Eleitoral para fazer o recadastramento biométrico. A biometria está sendo feita no Distrito Federal desde 25 de fevereiro de 2013 e termina nesta segunda-feira (31).

Brasília - Eleitores comparecem ao TRE para o recadastramento biométrico (Marcello Casal Jr/Agência Brasil)

Eleitores comparecem ao TRE para o recadastramento biométricoMarcello Casal Jr/Agência Brasil

Assim como Cristiano, mais de 240 mil eleitores do Distrito Federal ainda não realizaram a biometria e terão que enfrentar as filas destes últimos três dias de recadastramento. Segundo o Tribunal Regional Eleitoral do Distrito Federal (TRE-DF), o DF tem 1.804.681 eleitores e 86,33% deles já passaram pela revisão cadastral.

“Eu vim porque meu colega avisou, achei que fosse acabar só no mês que vem. Fugi do serviço, falei que ia 'ali' e vou voltar só na hora do almoço”, disse Cristiano.

O motorista espera mais agilidade no processo de votação. “Com a urna eletrônica já ajudou muito, houve uma eleição em que fiquei quatro horas na fila porque teve um problema na urna e a votação foi manual, a última foi tranquila e espero que essa [de outubro de 2014] seja ainda melhor”.

Segundo o Tribunal Superior Eleitoral (TSE), a biometria é uma tecnologia que confere ainda mais segurança à identificação do eleitor no momento da votação, por meio de impressões digitais, tornando praticamente inviável a tentativa de fraudar a identidade do votante. Para as eleições de 2014, a meta do TSE é que cerca de 22 milhões de cidadãos utilizem a biometria. Nas eleições municipais de 2012, 7,7 milhões de eleitores foram identificados pela digital.

O contador Heitor Fonseca já esperava há uma hora e meia na fila para o recadastramento quando falou à Agência Brasil. “Tem uns dois meses que estou planejando, tomando coragem de vir e até imaginei que haveria mais gente, que ficaria mais tempo na fila”, disse Heitor, reconhecendo o hábito da população brasileira em deixar para os últimos momentos as obrigações oficiais.

Para o contador a biometria é muito importante. “É um item a mais de segurança, mas não sei se resolve. Eles [os candidatos] sempre vão encontrar um jeitinho [de fraudar o sistema], mas vai ficar mais difícil, principalmente no interior do Brasil”, disse Heitor.

Em três estados, Alagoas, Amapá e Sergipe, e no Distrito Federal todos os eleitores serão identificados pela biometria este ano. Alagoas e Sergipe concluíram o recadastramento nas eleições de 2012; o Amapá concluiu o processo hoje e o DF, no dia 31 de março.

O eleitor que não se recadastrar terá o título de eleitor cancelado. Entre outras sanções, ele será impedido de tirar CPF, passaporte, receber aposentadoria ou pensão pagos pelo governo federal, fazer matrícula em instituição de ensino superior, tomar posse em cargo público, além de outras restrições.

No site do TSE é possível verificar as cidades e as datas para o recadastramento biométrico. No Distrito Federal, os locais de atendimento funcionam de segunda a sexta-feira das 8h às 18h, sendo que neste fim de semana (29 e 30 de março) haverá plantão das 8h às 14h.

Edição: Denise Griesinger

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique
Últimas notícias