Temer inaugura linha 4 do metrô e diz que Rio 2016 promoverá unidade do país

Publicado em 30/07/2016 - 16:10 Por Akemi Nitahara – Repórter da Agência Brasil - Rio de Janeiro

Em cerimônia hoje (30) na Estação Jardim Oceânico, na Barra da Tijuca, foi inaugurada oficialmente a linha 4 do metrô do Rio de Janeiro, que liga o bairro da zona oeste a Ipanema, na zona sul, com cinco estações: Nossa Senhora da Paz, Jardim de Alah, Antero de Quental, São Conrado e Jardim Oceânico. O presidente interino Michel Temer, o governador Luiz Fernando Pezão, o governador em exercício Francisco Dornelles e o prefeito Eduardo Paes participaram da inauguração.

 

Rio de Janeiro - Presidente interino Michel Temer durante cerimônia de inauguração da Linha 4 do Metrô (Beto Barata/PR)

 Presidente interino Michel Temer participa da inauguração da Linha 4 do Metrô no Rio de Janeiro Beto Barata/PR

Temer disse que a inauguração da obra é importante pela pujança do Rio de Janeiro e o entusiasmo com a Rio 2016. “É fundamental que esses Jogos Olímpicos promovam, e promoverão, certa e seguramente, a unidade do nosso país, não só internamente, mas também unidade internacional. Porque o esporte é o melhor meio de unir e reunir as pessoas. As Olimpíadas aqui no Rio de Janeiro geram obras que deixam um legado para a população do Rio de Janeiro. São obras importantes para as Olimpíadas, mas obras que serão utilizadas depois que passarem as Olimpíadas. Basta verificar a linha 4 do metrô, que faz com que as pessoas cheguem muito mais rapidamente às suas casas”.

As autoridades embarcaram em Ipanema e fizeram a viagem inaugural até o Jardim Oceânico, onde a imprensa os aguardava, e foram recepcionados pela Orquestra Sinfônica Jovem do Rio de Janeiro.

Segundo o prefeito Eduardo Paes, a linha 4 vai “economizar” o equivalente a 50 dias por ano para os moradores da Barra da Tijuca. “Estou com um sentimento de dever cumprido. Essa cidade nos últimos anos construiu 150 quilômetros de BRTs. Em 2009, 19% dos cariocas usavam transporte de alta capacidade. Com essa entrega aqui e agora, e com a abertura da TransBrasil, vamos ter 63% dos cariocas se deslocando com transporte de alta capacidade”.

Em sua primeira aparição pública após o tratamento de câncer, Pezão agradeceu o empenho do prefeito para realização dos Jogos Olimpícos. Também agradeceu o empenho do vice-governador no período em que esteve afastado e lembrou o trabalho “fundamental” da presidenta afastada Dilma Rousseff para a liberação de recursos para a obra do metrô.

“Quero aqui, presidente, pedir uma exceção para agradecer à presidenta Dilma, o último ato dela foi liberar recursos para essa obra. O senhor, no primeiro ato, foi também liberar recursos para essa obra. Então, isso mostra o quanto que faz o somar, o integrar as pessoas, o estender de mãos. O senhor é a pessoa talhada para esse momento. O Brasil é um país capaz”.

Pezão destacou que a rede ferroviária terá 120 novos trens e 22 estações revitalizadas. No discurso, Temer brincou que o câncer pode ter feito bem ao governador. “Quero registrar a alegria de reencontrar o Pezão. Há coisas que são maléficas, mas que vem para o bem. Você está melhor do que antes, está até mais bonito”.

Operação

A partir de segunda-feira até a quinta-feira (4), quem tem credenciamento para os Jogos Rio 2016 poderá acessar a linhar 4 sem necessidade de cartão. Durante o período olímpico e paralímpico, apenas os credenciados ou portadores de ingresso para as competições do dia e o cartão RioCard Olímpico poderão usar a linha 4. Os cartões são pessoais e estão sendo vendidos em 35 máquinas de autoatendimento, ao preço de R$ 25 para um dia, R$ 70 para três dias consecutivos ou R$ 160 para sete dias seguidos.

A linha 4 passa a operar para toda a população no dia 19 de setembro, após os Jogos Paralímpicos, e em horário experimental, de 11h às 15h. A expectativa é que até o fim do ano a linha 4 entre em operação total e transporte cerca de 300 mil pessoas por dia. A obra começou em 2010 e custou R$ 9 bilhões.

Após a apresentação para a imprensa das novas estações e da saída para a Lagoa Rodrigo de Freitas da estação General Osório, o secretário de Estado de Transporte, Rodrigo Vieira, explicou que o novo trecho tem 16 quilômetros de extensão, “a mesma extensão de toda a a história do Rio de Janeiro, sendo inaugurado de uma única vez”. Sobre a estação Gávea, prevista no projeto, mas não inaugurada ainda, ele disse que o trecho será concluído até 2018.

“O órgão de licenciamento ambiental entendeu que ela deveria ter duas plataformas, portanto alterou o projeto da estação. Por isso, tivemos que fazer novos projetos e ela saiu do horizonte olímpico. A ideia do governo do estado é retomar as obras na estação Gávea, que está com 42% de execução, e seguir até lá para entrega da estação em 2018. O governo do estado está buscando fonte de financiamento para fazer essa finalização de obra”.

Edição: Carolina Pimentel

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique
Últimas notícias
Forte explosão na região portuária de Beirute
Política

Bolsonaro acompanha embarque de missão brasileira a Beirute

Chefiada pelo ex-presidente Michel Temer, a missão leva 6 toneladas de materiais entre medicamentos, e alimentos a Beirute, que foi fortemente afetada por uma explosão há oito dias.

Fachada da Caixa Econômica Federal
Economia

Caixa credita hoje auxílio emergencial para nascidos em julho

O auxílio, com parcelas de R$ 600 (R$ 1,2 mil para mães solteiras), foi criado para reduzir os efeitos da crise econômica causada pela pandemia de covid-19.

Londres, coronavírus, covid - 19
Internacional

Museu da Ciência reabrirá em Londres no próximo dia 19

Museu oferece ingressos online com hora marcada para um número reduzido de visitantes, a fim de permitir o distanciamento social e controlar a movimentação.

Pessoas em parque de Paris
Internacional

França: nova onda de covid-19 pode ter controle mais difícil

O presidente Emmanuel Macron, afirmou, em videoconferência com ministros, que a França vai adotar novas restrições para as 20 maiores cidades do país, visando a  conter a taxa de infecções.

A cúpula  maior, voltada para cima, abriga o Plenário da Câmara dos Deputados.
Política

Câmara aprova MP que amplia uso de assinatura eletrônica

Objetivo da MP é facilitar o uso de documento assinados digitalmente para ampliar o acesso a serviços públicos digitais. Texto segue para o Senado.

la bombonera, estádio do boca juniors
Esportes

Equipes do futebol argentino voltam a treinos presenciais

Após paralisação de cinco meses causada pela pandemia de coronavírus, 16 das 25 equipes da primeira divisão do país sul-americano retornaram às atividades presenciais.