Ministros participam de força-tarefa contra Aedes aegypti em São Paulo

Publicado em 02/12/2016 - 11:06 Por Fernanda Cruz – Repórter da Agência Brasil - São Paulo

Ministros Mendonça Filho , Alexandre Moraes, Gilberto Kassab e governador Geraldo Alckmin em força-tarefa de combate ao mosquito

Ministros e alunos na Escola Estadual Alcides da Costa Vidigal, em São Paulo Fernanda Cruz/Agência Brasil

Os ministros Mendonça Filho, da Educação, Alexandre Moraes, da Justiça e Cidadania, Gilberto Kassab, da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações e o governador Geraldo Alckmin participaram hoje (2) de força-tarefa para combater o mosquito Aedes aegypti na capital paulista.

Eles estiveram na Escola Estadual Alcides da Costa Vidigal, no Jardim Peri Peri, zona sul, onde assistiram à apresentação de alunos. Segundo o governador, a vacina tetravalente contra a dengue, elaborada pelo Instituto Butantã, está na última fase, a clínica. “Temos que vacinar 17 mil pessoas, já foram vacinadas 3,1 mil, chegamos a quase 20% da meta”, disse.

As ações de prevenção da força-tarefa começam hoje em todo o Brasil, com atividades integradas e simultâneas, em articulação com prefeituras e governos estaduais. Militares das Forças Armadas, agentes de saúde e de defesa civil também estarão nas ruas para o enfrentamento à doença.

O mosquito Aedes aegypti é transmissor da dengue, zika e chikungunya. De acordo com o Levantamento Rápido de Índices para Aedes aegypti deste ano, realizado pelo Ministério da Saúde, 28 cidades paulistas estão em alerta contra a dengue, chikungunya e zika e 344 estão em situação satisfatória. Em todo o país, 855 cidades estão em situação de risco.

O governador destacou que, enquanto a vacina não chega à população, o único caminho para evitar a doença é combater o mosquito. Com a mobilização, as sextas-feiras serão dedicadas em todo o país à procura por focos da dengue.

O secretário estadual de Saúde, David Ewerson Uip, informou que a dengue preocupa mais a cada ano, apesar do avanço. “Temos números que mostram que as medidas adotadas no ano anterior foram eficientes. Com essa diminuição de 80% do número de casos de mortos e de 76% do número de casos, são números muito altos”, disse.

Mobilização nacional

A força-tarefa faz parte de mobilização promovida pelo governo federal para o combate ao mosquito, incluindo prédios públicos federais e empresas estatais em todo o país. O objetivo é eliminar possíveis focos do mosquito Aedes aegypti, que transmite os vírus da dengue, da chikungunya e da zika. Ações integradas e simultâneas, serão desenvolvidas em articulação com prefeituras, governos estaduais e população.

Órgãos da administração pública, unidades de saúde e estatais, também participam do movimento, marcando a intensificação das ações para impedir a reprodução do mosquito. A ideia é que todas as sextas-feiras sejam dedicadas à verificação de possíveis focos do mosquito. O governo espera, com isso, incentivar outras empresas, associações e a própria população para que cada um faça a sua parte.

Segundo o ministro da Saúde, Ricardo Barros, o objetivo é reforçar a atenção da sociedade para eliminar os criadouros do mosquito. “Toda a infraestrutura está pronta, mas depende de cada brasileiro fazer a sua parte. A diminuição dos mosquitos vai impactar diretamente na redução no número de pacientes com essas doenças, por isso a importância destas ações nas escolas, empresas, casas e complexos residenciais”, disse.

Campanha

A nova campanha do Ministério da Saúde, de conscientização para o combate ao mosquito, chama a atenção para as consequências das doenças causadas pela chikungunya, zika e dengue, além da importância de eliminar os focos do Aedes. “Um simples mosquito pode marcar uma vida. Um simples gesto pode salvar”, diz o texto veiculado em TV, rádio, internet, redes sociais e mobiliários urbano (ponto de ônibus, outdoor), até 23 de dezembro.

*Com informações da Redação/Agência Brasil

Edição: Maria Claudia

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique
Últimas notícias
Final Ceará e Bahia, Copa do Nordeste 2020
Esportes

Ceará e Bahia decidem o título da Copa do Nordeste 2020

Vozão venceu o jogo de ida e pode até perder pela diferença de um gol que levanta a taça. Já o Tricolor Baiano busca reverter a desvantagem para faturar o tetra.

National Institute of Allergy and Infectious Diseases Director Dr. Anthony Fauci attends daily coronavirus response briefing at the White House in Washington
Internacional

Fauci diz que estados norte-americanos deveriam considerar lockdown

Para principal especialista em doenças infecciosas dos EUA, é crucial que epidemia seja contida antes do outono no Hemisfério Norte, quando os casos de gripe comum disparam.

A Polícia Federal prende o banqueiro Eduardo Plass em nova etapa da Operação Hashtag, desbodramento da Lava Jato no Rio de Janeiro.
Geral

Polícia Federal faz operação contra fraudes nos Correios

Cargas eram distribuídas no fluxo postal sem faturamento ou com faturamento inferior, dando prejuízo de R$ 94 milhões aos Correios. Foram expedidos mandados de afastamento de funcionários.

Soccer Football - Brasileiro Championship - Flamengo v Ceara - Maracana Stadium, Rio de Janeiro, Brazil - November 27, 2019   Flamengo's Diego Alves, Diego and Everton Ribeiro celebrate with the trophy after winning the Brasileiro Championship
Esportes

Coluna – Quem vai brigar pelo título do Brasileirão 2020?

O jornalista Sergio du Bocage avalia as chances das equipes que vão disputar a Série A a partir do próximo fim de semana, com final previsto para 24 de fevereiro de 2021.

estudantes na Califórnia
Internacional

Professores fazem carreatas nos EUA contra reabertura de escolas

Profissionais de educação também pedem ajuda financeira para pais em necessidade, a suspensão das ordens de despejo, fechamentos e pagamento de auxílio em dinheiro. 

Unicamp
Saúde

Estudo da Unicamp apresenta nova forma para tratar esquizofrenia

 “O que a gente traz são proteínas que podem ser novos alvos terapêuticos para um tratamento mais eficaz da esquizofrenia”, disse o pesquisador Daniel Martins-de-Souza, que participou do trabalho.