Vacinação contra febre amarela no Rio ocorrerá durante todo ano, diz secretário

Publicado em 13/03/2017 - 19:58 Por Cristina Indio do Brasil - Repórter da Agência Brasil* - Rio de Janeiro

O secretário municipal de Saúde, Carlos Eduardo, disse que o reforço na vacinação contra a febre amarela no Rio de Janeiro é um processo preventivo que ocorrerá durante o ano inteiro e que as vacinas estarão disponíveis nos postos de saúde em número adequado. O secretário alertou que, inicialmente, permanece o esquema de vacinação somente para pessoas que vão viajar para áreas de risco, onde já foram registrados casos de contaminação em humanos.

Vacinação contra a febre amarela - Divulgação/Prefeitura Municipal de Vitória

Rio vai ampliar número de unidades básicas de Saúde em que haverá imunização contra febre amarelaDivulgação/Prefeitura Municipal de Vitória

“A prioridade nos próximos 15 dias continua sendo para pessoas que vão viajar para as áreas de risco. Isso é muito importante, porque não se trata de nenhuma emergência, não se trata de nenhuma urgência. É uma medida cautelar. Medida de prevenção para que a população fique tranquila em relação à febre amarela”, disse.

Carlos Eduardo informou que, quando começar o reforço na vacinação, os postos vão funcionar normalmente e será ampliado o número de unidades básicas de saúde que farão a imunização. “De algumas dezenas de unidades que fazem a vacinação, chegaremos a centenas. Então, é um processo de imunização das pessoas sem que haja nenhum caso de febre amarela no município do Rio de Janeiro, nem no estado do Rio de Janeiro.”

Segundo o secretário, começou hoje a etapa de preparação das unidades ainda não envolvidas no processo. “Vamos gerar os protocolos e em 15 dias, quando o Ministério da Saúde disponibilizar o aporte de novas doses, começará o processo de vacinação em todas as unidades básicas do município do Rio de Janeiro”, disse Carlos Eduardo. Ele acrescentou que o Rio entrará como o mais novo estado na lista dos que têm a vacinação de febre amarela no seu calendário.

A ideia, conforme o secretário, é vacinar todos os moradores do Rio de Janeiro que puderem receber a imunização. “A princípio o Rio de Janeiro vai receber 1,5 milhão de doses daqui a 15 dias. Hoje colocamos mais 40 mil doses à disposição das pessoas que moram no Rio nessas unidades que vacinam habitualmente.”


*Com colaboração de Joana Moscatelli, Repórter do Radiojornalismo

Edição: Fábio Massalli

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique
Últimas notícias