Vacina contra febre amarela entra no calendário de imunização em Salvador

Após a confirmação dos primeiros casos da doença em macacos, 100 mil

Publicado em 03/04/2017 - 15:22 Por Sayonara Moreno – Correspondente da Agência Brasil - Salvador

Cerca de 3,5 milhões de doses de vacina contra a febre amarela foram enviadas ao Brasil pelo Grupo de Coordenação Internacional para Fornecimento de Vacinas

Salvador  tem  seis  casos  confirmados  de  febre amarela  em  macacos,  mas  não  há  registro da

doença em humanos Divulgação/Agência Brasil

Após a confirmação dos primeiros casos de febre amarela em macacos em Salvador, 100 mil doses da vacina contra a doença foram distribuídas entre os postos da cidade. A Secretaria Municipal de Saúde informou hoje (3) que até a próxima quarta-feira (5) pode aumentar o número de locais de atendimento para a população.  Atualmente, 24 unidades de saúde fornecem a imunização, intensificada desde a última quinta-feira (30).

A quantidade de vacinas já aplicadas na população equivale a 25% do total autorizado pela Secretaria de Saúde do Estado da Bahia, que disponibilizou 400 mil doses depois que o caso foi confirmado na capital baiana.

A vacinação contra a febre amarela agora faz parte do calendário de imunização do Sistema Único de Saúde (SUS) e está disponível durante o ano todo, de segunda a sexta-feira, para pessoas com idade entre 9 meses e 59 anos, que forem viajar para áreas de risco ou para países em que a vacina é obrigatória. Desde a confirmação do caso em macacos, no entanto, o número de postos de imunização foi aumentado em alguns bairros, e a vacinação vem sendo massiva durante os fins de semana.

Apesar da intensificação da campanha e do aumento do número de pessoas imunizadas, algumas não podem receber a vacina, como idosos acima de 60 anos, gestantes, lactantes até seis meses, pacientes em tratamento de câncer e pessoas imunodeprimidas. Nesses casos, a recomendação é que um médico seja consultado para que avalie o caso de cada paciente.

Segundo a Secretaria Municipal de Saúde, Salvador tem seis casos confirmados de febre amarela em macacos, mas não há nenhum registro da doença em humanos.

Edição: Maria Claudia

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique
Últimas notícias