Mais de 5 mil crianças estão sem aulas em duas comunidades no Rio

Publicado em 05/05/2017 - 11:09 Por Douglas Corrêa - Repórter da Agência Brasil - Rio de Janeiro

Rio de Janeiro - Escola Municipal Professora Vera Aback Sampaio no Complexo do Alemão teve hoje as aulas canceladas, após noite de confronto entre policiais e criminosos (Tomaz Silva/Agência Brasil)

Rio de Janeiro - Escola Municipal Professora Vera Aback Sampaio no Complexo do Alemão teve hoje as aulas canceladas, após confronto entre policiais e criminosos no dia de ontem Tomaz Silva/Agência Brasil

Cerca de 5,2 mil crianças de comunidades que vivenciaram confrontos durante o dia de ontem estão sem aula. No total, cinco escolas, seis creches e quatro Espaços de Desenvolvimento Infantil no Complexo do Alemão, na Penha, e na comunidade do Caju, na zona portuária do Rio, estão sem atendimento nesta sexta (5), segundo a Secretaria Municipal de Educação, Esportes e Lazer. 

A Secretaria Estadual de Educação informou que duas escolas - uma no Complexo do Alemão e outra no Caju - também interromperam as aulas na manhã de hoje, mas não informou o número de alunos que ficaram sem aulas.

A Coordenadoria de Polícia Pacificadora (CPP) informou que hoje não há operações nestas duas regiões da cidade. Ontem (4), houve um intenso confronto entre o Batalhão de Operações Policiais Especiais (Bope) da Polícia Militar e criminosos que atuam nessas regiões.

No Complexo Alemão, cinco homens morreram, um ficou ferido e foram apreendidos dois fuzis, duas pistolas e drogas.

Segundo o comando da Unidade de Polícia Pacificadora (UPP) do Caju, um homem foi preso e foram apreendidos um fuzil, uma escopeta e drogas. Depois da operação, criminosos ameaçaram atacar uma das bases da UPP e, por isso, o policiamento foi reforçado por outras equipes, batalhões da área e pelo Bope.

Durante a madrugada e manhã desta sexta-feira (5), não foram registrados confrontos na região.

Edição: Lílian Beraldo

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique
Últimas notícias