Polícia prende por fraude ex-prefeito e vereador de município do Rio

Publicado em 30/11/2018 - 11:01 Por Jéssica Antunes* – Estagiária da Agência Brasil - Rio de Janeiro

O ex-prefeito de Silva Jardim, município da Região dos Lagos, Wanderson Gimenes Alexandre, foi preso na manhã de hoje (30), em operação da Polícia Civil e do Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro. Também foi preso o presidente da Câmara de Vereadores da cidade, Roni Pereira da Silva. Eles são acusados de integrar esquema de arrecadação de vantagens ilícitas.

A organização criminosa mantinha o esquema a partir da solicitação de valores hipotéticos a empresários, segundo o MP. Em troca, o então prefeito oferecia contratos com o município que, por sua vez, eram firmados por meio de fraudes em processos de licitação.

Eleito este ano deputado estadual pelo Solidasriedade (SD), Wanderson Gimenes Alexandre tem a posse marcada na Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro (Alerj) para janeiro de 2019. Ele havia se afastado do cargo para disputar a eleição.

Ao todo, a polícia cumpriu quatro mandados de prisão preventiva nesta sexta-feira. TAmbém são alvos da operação Cláudio Renato Rocha da Silva, que ocupava a função de assessor-chefe do gabinete do então prefeito, e Jorge Luiz Araújo, nomeado por Wanderson Gimenes como membro da equipe de apoio e substituto eventual do pregoeiro da Comissão Geral de Licitações da cidade.

*Estagiária sob supervisão de Vitor Abdala

Edição: Maria Claudia

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique
Últimas notícias
Plantação de cana-de-açúcar, usada para produzir açúcar e etanol
Política

Brasil terá cota adicional na exportação de açúcar aos EUA

O presidente Jair Bolsonaro anunciou hoje (21), pelas redes sociais, que o Brasil terá uma cota adicional de 80 mil toneladas de açúcar para exportar aos Estados Unidos.