Sesc abre em Pelotas Festival Internacional de Música

Publicado em 14/01/2019 - 17:31 Por Alana Gandra - Repórter da Agência Brasil - Rio de Janeiro

O Serviço Social do Comércio (Sesc) abre hoje (14) à noite, em Pelotas, Rio Grande do Sul, seu 9º Festival Internacional de Música. Considerado um dos maiores eventos de música clássica na América Latina, o evento se estenderá até o próximo dia 25, englobando 60 espetáculos e 24 cursos musicais, todos gratuitos, dos quais participarão professores de 15 países, incluindo o Brasil.

O coletivo Sphaera Mundi, que abre o festival nesta noite em Pelotas
O coletivo Sphaera Mundi, que abre o Festival Internacional de Música em Pelotas - Fabio Alt/Divulgação

Pelotas é sede do festival desde sua primeira edição por reunir universidades, rede hoteleira, teatral e de restaurantes em um perímetro próximo, facilitando o deslocamento de músicos e alunos.

O concerto de abertura será feito pelo coletivo Sphaera Mundi Orquestra, tendo como solista a violinista argentina Lucia Luque, às 20h30, no Teatro Guarany, após um cortejo musical que desfilará pela cidade, com todos os participantes. A expectativa é que mais de 30 mil pessoas assistam aos espetáculos.

Segundo o gerente de Cultura do Sesc do Rio Grande do Sul, Sílvio Bento, o festival se divide em três eixos: pedagógico, social e cultural. “O eixo pedagógico diz respeito aos cursos que são oferecidos de todos os instrumentos de orquestra”, explicou à Agência Brasil Sílvio Bento.

Países

Mais de 1,1 mil alunos do Peru, da Argentina, do Chile e co Uruguai e de 12 estados de Rio de Janeiro, São Paulo, Rio Grande do Sul, Bahia, Rio Grande do Norte, Santa Catarina, Minas Gerais, Paraná, Goiás, Pará, Mato Grosso do Sul, Distrito Federal e Espírito Santo se inscreveram para as cerca de 320 vagas disponibilizadas. Hoje (14) pela manhã, já ocorreram as primeiras aulas. Os professores são oriundos do Brasil e de países como Colômbia, Estados Unidos, China, Argentina, Itália, Nova Zelândia, Estados Unidos, Alemanha, Uruguai, Bielorússia, França, Turquia, Rússia e Japão. Além de dar aulas, os professores farão apresentações durante o festival.

Amanhã (15), está prevista a apresentação do maestro argentino Carlos Buono, de 76 anos, ícone do bandoneón, instrumento musical de palhetas livres, semelhante a uma concertina, utilizado principalmente na região do Rio da Prata, no Uruguai e na Argentina, onde é o principal instrumento da orquestra de tango.

Doce e música

Para valorizar a comunidade pelotense, famosa pela fabricação de doces, os organizadores do festival estão usando o slogan "o lado doce da música". No final do ano passado, o Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) concedeu a Pelotas o título de Patrimônio Imaterial do Brasil, reconhecendo a tradição doceira do município gaúcho.

“É um cartão de visitas de Pelotas a questão dos doces, sejam os doces finos, de tradição portuguesa, sejam os doces enlatados em conservas e compotas”, diz Sílvio Bento. Desse modo, foi criada uma ligação entre o prazer da música e o prazer do doce, ressaltou.

Segundo o Sesc, o festival é uma oportunidade de valorizar no Brasil e no exterior a cultura e o turismo de Pelotas.

Entre as atrações do festival destaca-se ainda o encontro nacional de orquestras jovens do Sesc, que reunirá grupos do Piauí, de Sergipe e de Minas Gerais. As orquestras jovens são formadas por alunos de 10 a 18 anos, que integram projetos sociais e educativos do Sesc e de instituições públicas. Os jovens participam de aulas de contrabaixo, violino, viola, violoncelo, musicalização e prática de conjunto promovidas pelo Sesc. Parte desse trabalho musical poderá ser conferido nas apresentações que começam amanhã (15) e vão até a quinta-feira (24) da próxima semanaem  igrejas da cidade, entre as quais a Catedral do Redentor, no centro.

Outra novidade é a implementação do choro na grade de cursos, abrindo espaço para o aprendizado de violão, acordeon, bandolim e cavaquinho, além dos sopros e a percussão.

Edição: Nádia Franco

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique
Últimas notícias
O presidente Jair Bolsonaro fala à imprensa no Palácio da Alvorada
Política

Bolsonaro nomeia mais dois membros para a Comissão de Ética Pública

A comissão é composta por sete integrantes que tem mandato de três anos, permitida uma única recondução.

Geral

Prefeitura do Rio de Janeiro autoriza volta de eventos corporativos

De acordo com a prefeitura, até o momento as avaliações permitiram a antecipação de três setores da economia: os shoppings, o comércio de rua e agora os eventos de negócios.

Outbreak of the coronavirus disease (COVID-19), in Sao Paulo
Geral

São Paulo interdita 75 bares nos primeiros dias de abertura noturna

Além do horário, a fiscalização também tem observado se estão sendo colocadas mesas na calçada. A desinterdição deve ser solicitada na subprefeitura da região.

Moeda Nacional, Real, Dinheiro, notas de real,Cédulas do real
Economia

IGP-M sobe 1,46% na primeira prévia de agosto

Nos primeiros dez dias de julho, a taxa ficou em 1,18%. O Índice de Preços ao Produtor Amplo (IPA) e o Índice Nacional de Custo da Construção (INCC) respondem pela aceleração do IGP-M na prévia do mês.

Testes para detecção do Covid-19
Esportes

Covid-19: Corinthians recusa Einstein após atraso com exames do Goiás

Jogo ontem (9) foi suspenso em cima da hora devido a resultados positivos no Esmeraldino. Timão anuncia que recorrerá a "laboratório de confiança"  usado no Estadual. 

Sala de aula
Educação

Alunos do ensino médio público voltam às aulas presenciais no Amazonas

Cerca de 110 mil estudantes de 123 escolas da rede pública do estado devem retornar às salas de aula. Distanciamento social, uso correto de máscaras e aferição de temperatura são medidas obrigatórias.