Pedestres receberam 30% de indenizações pagas pelo DPVAT

Balanço semestral foi divulgado no Dia Mundial do Pedestre

Publicado em 08/08/2019 - 18:45 Por Douglas Corrêa – Repórter da Agência Brasil - Rio de Janeiro

Na data em que se comemora o Dia Mundial do Pedestre, dados divulgados pela Seguradora Líder revelam que, de janeiro a junho deste ano, foram pagas 155.032 indenizações pelo DPVAT, o Seguro de Danos Pessoais Causados por Veículos Automotores de Vias Terrestres. O número equivale a 260 indenizações por dia e é 12% menor que o registrado no primeiro semestre do ano passado, quando foram pagas 176.852.

Trinta por cento das indenizações (46.866) pagas em 2019 a vítimas ou seus beneficiários foram para pedestres, 57% para motoristas e 13% para passageiros. Os dados divulgados hoje (8) mostram que, em um recorte das indenizações por tipo de vítima, os pedestres receberam 5.363 indenizações por mortes; 36.137 por invalidez e 5.366 para reembolso despesas médicas.

O superintendente de Operações da Seguradora Líder, Arthur Froes, disse que “os pedestres são os componentes mais frágeis do trânsito e todos que saem a pé de casa em algum momento estão nesta condição". Ele também chamou a atenção para a questão do uso de celulares: "A falta de atenção é uma das principais causas de acidentes, muito impactada pelo uso do celular. Por isso, é importante que condutores e pedestres respeitem a sinalização e as regras de segurança para uma boa convivência no trânsito que não coloque em risco a vida de ninguém”.

Cuidados

Entre os principais cuidados a serem adotados pelos pedestres estão: atravessar a rua olhando para os dois lados e sempre na faixa para pedestres; evitar o uso de fones de ouvido e aparelhos celulares enquanto andar pelas ruas; caminhar sempre pelas calçadas; e não atravessar a rua por trás de carros e ônibus que dificultem ser visto.

Os estados que mais tiveram pedestres indenizados pelo Seguro DPVAT no primeiro semestre deste ano foram: São Paulo, Minas Gerais, Goiás, Santa Catarina e Paraná.

 

 

Edição: Denise Griesinger

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique
Últimas notícias
sala de aula
Educação

UFRJ transfere para o dia 24 o início do período letivo remoto

Período letivo da UFRJ está suspenso desde 16 de março por causa da pandemia. Com o adiamento do início do período letivo, o término passou de 31 de outubro para 14 de novembro.

Cúpula da bomba atômica durante cerimônia para marcar o 75º aniversário do bombardeio atômico em Hiroshima.
Geral

Hiroshima: primeiro ataque com bomba atômica completa 75 anos

Hiroshima foi destruída após o primeiro ataque nuclear da história durante a Segunda Guerra Mundial. Três dias depois os Estados Unidos bombardearam Nagazaki.

.facebook
Internacional

Facebook remove postagem de Trump por desinformação sobre covid-19

Porta-voz do facebook diz que vídeo postado inclui afirmações falsas, o que é uma violação de sua política sobre desinformações prejudiciais

Polícia Federal genérica
Geral

PF cumpre 6 mandados de prisão contra fraudes em contratações na saúde

Alvos são empresários e agentes públicos suspeitos de fazer contratações irregulares para serviços na área da saúde. Três pessoas já foram presas, segundo a Polícia Federal.

Teste rápido de COVID-19
Internacional

Coreia do Norte: 1º caso suspeito de covid-19 teve teste inconclusivo

Se confirmado, o caso seria o primeiro oficialmente reconhecido por autoridades norte-coreanas, embora a mídia reafirme que nenhuma infecção foi relatada no país até agora.

Incêndios florestais no DF
Geral

Defesa Civil reconhece situação de emergência em municípios de MS

Medida publicada hoje em portaria no Diário Oficial da União inclui os municípios de Corumbá e Ladário. Incêndios florestais atingem algumas regiões de Mato Grosso do Sul.