Festival exibe mais de 150 curtas-metragens de graça no Rio

Publicado em 28/10/2019 - 15:47 Por Vinícius Lisboa - Repórter da Agência Brasil - Rio de Janeiro

O Festival Internacional de Curta-Metragem do Rio de Janeiro (Curta-Cinema) vai exibir 153 filmes de 35 países gratuitamente, de quarta-feira (30) até 6 de novembro. As sessões serão no Estação Net Botafogo, no Cinemaison, no centro, e na Casa Firjan, em Botafogo, e os filmes têm, no máximo, 30 minutos de duração.

Os filmes selecionados disputam os prêmios nacional e internacional, que podem qualificá-los a concorrer a uma indicação para o Oscar de melhor curta-metragem e ao Bafta, concedido pela Academia Britânica de Cinema. Foram inscritos filmes de 35 países no festival.

Um dado curioso é que houve mais candidaturas de filmes franceses que de brasileiros entre as 3,4 mil inscrições recebidas. O diretor do festival, Ailton Franco, disse que o fato evidencia a relevância do festival. "Mostra a importância do festival dentro do circuito internacional de festivais", afirmou  Franco, ao ressaltar o aumento das inscrições de filmes brasileiros e de outras nacionalidades.

O aumento de inscrições nacionais fez com que o festival criasse o Panorama Brasil, separando os filmes nacionais do Panorama Latino-Americano. Além dos dois, há também o Panorama Carioca, e as mostras especiais Primeiros Quadros, de novos realizadores; Em Trânsito, com migrantes e refugiados; Interzona, com cinema fantástico de terror; e Infanto-Juvenil.

Segundo Franco, há grande diversidade de temas entre os filmes, incluindo questões identitárias e de gênero, preservação do meio ambiente e dos povos indígenas. Em um dos curtas, o ator Lima Duarte interpreta um idoso que espera a visita de familiares na casa de repouso em que está internado, mas ninguém aparece. Em outro, o cacique Faremá Kalapalo, do Parque Indígena do Xingu, conta a história do nascimento da água e ressalta a necessidade de conservação.

"A produção de curta-metragem dá uma liberdade de abordagem de temas e, por isso, é o formato ideal para experimentar a linguagem e desenvolver linguagens narrativas", afirmou.

O festival neste ano ampliou a programação paralela dedicada à formação dos cineastas e vai pautar a produção focada em redes sociais, com oficinas sobre narrativas para YouTube e Animação Urbana para Instagram. "É uma forma de contribuir para o primeiro olhar de jovens profissionais na área do audiovisual", acrescentou Franco. Ele destacou que a internet se torna cada dia mais um espaço propício para a circulação de conteúdos audiovisuais de menor duração.

Apesar disso, nada substitui um festival, afirmou o diretor do Curta-Cinema. "Antes de mais nada, o festival é um local de encontro de pessoas que vão aprender e querer conhecer novas visões de linguagem cinematográfica. Pessoas que querem discutir, querem mostrar projetos. O festival fisicamente é muito importante como ponto de encontro de fãs e de realizadores de audiovisual."

Edição: Nádia Franco

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique
Últimas notícias
 senador Marcos Rogério (DEM-RO)
Política

Senado  ratifica o Protocolo de Nagoia no Brasil

Documento aprovado no Senado regulamenta o acesso e a repartição de benefícios dos recursos genéticos da biodiversidade. O texto segue para promulgação.

Live da Semana - Presidente Jair Bolsonaro - 06/08/2020
Política

Pazuello diz que estados estão mais preparados para enfrentar pandemia

Ministro interino da Saúde participou de live ao lado do presidente. Mudança de protocolo do ministério foi um dos fatores que deixou estados mais preparados.

A cúpula  maior, voltada para cima, abriga o Plenário da Câmara dos Deputados.
Política

Senado aprova redução de prazos para revalidação de diplomas

O PL prevê a revalidação em prazo entre 30 e 60 dias no caso de instituições estrangeiras reconhecidas pelo Ministério da Educação e contam com um processo simplificado. 

Escola fechada por cinco dias após relatos de coronavírus.
Justiça

Justiça suspende retorno das aulas presenciais na rede privada do DF

A retomada foi autorizada na terça-feira pela primeira instância após outra decisão que a proibiu. Algumas escolas chegaram a retomar as atividades nesta quinta-feira.

Saúde

Ministério da Saúde monitora síndrome em crianças associada à covid-19

Síndrome inflamatória multissistêmica ocorre em crianças de 7 meses a 16 anos. Até agora, foram notificados 71 casos no Brasil e registradas três mortes.

Incêndio no Parque Nacional da Serra dos Órgãos (Divulgação/Parnaso)
Geral

Bombeiros combatem fogo na Serra dos Órgãos pelo terceiro dia seguido

Criado em 1939, o Parnaso é o terceiro parque mais antigo do país e costuma ser procurado para prática de esportes de montanha, como escalada, caminhada e rapel.