Campanha contra trabalho infantil na pandemia é lançada no Rio

Dia Mundial contra o Trabalho Infantil será sexta-feira

Publicado em 11/06/2020 - 08:26 Por Vitor Abdala - Repórter da Agência Brasil - Rio de Janeiro

O Fórum Estadual de Prevenção e Erradicação do Trabalho Infantil e de Proteção ao Trabalhador Adolescente (Fepeti-RJ), em parceria com Associação dos Magistrados da Justiça do Trabalho da 1ª Região (Amatra1) e outras entidades, lançou esta semana uma campanha de conscientização da população contra o trabalho infantil durante a pandemia do novo coronavírus (covid-19). Segundo a Amatra1, é preciso proteger crianças e adolescentes neste momento de crise econômica.

A campanha foi lançada com a música Sementes, dos artistas Emicida e Drik Barbosa. “Dignidade é dignidade, não se negocia”, diz a letra em determinado momento da canção.

Até as 7h30 de hoje (11), o vídeo da música já registrava mais de 370 mil visualizações no Youtube.

Para a diretora da Amatra1, Gloria Mello, é importante dar uma maior visibilidade à situação das crianças e adolescentes em situação de vulnerabilidade social no país. “A fim de que a sociedade, principalmente em momentos de crise como este, atue para superar as desigualdades que agravam as vulnerabilidades da infância”, afirmou.

O Dia Mundial contra o Trabalho Infantil é celebrado nesta sexta-feira (12). No mesmo dia, será realizado um seminário via internet (com transmissão pelo canal do Tribunal Superior do Trabalho no Youtube, a partir das 17h) e será instalada a iluminação do monumento do Cristo Redentor com a cor azul em homenagem à data, às 19h.

Também estão previstas rodas de conversas virtuais com especialistas até o dia 23. Segundo a Amatra1, o trabalho infantil é toda forma de atividade laboral realizada por crianças e adolescentes com menos de 16 anos. Jovens a partir de 14 anos podem atuar - com restrições - como aprendizes.

Matéria alterada às 12h10 do dia 12/06/2020 para acrescentar que outras entidades também participam da campanha

Edição: Kleber Sampaio

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique
Últimas notícias