Ministério Público do Trabalho adere à agenda ambiental do MMA

Adesões ao programa aumentaram 11% no último ano

Publicado em 01/07/2020 - 20:06 Por Agência Brasil* - Brasília

O Ministério Público do Trabalho (MTP) divulgou nesta quarta-feira (1º) a adesão à Agenda Ambiental da Administração Pública, chamada de A3P, do Ministério do Meio Ambiente (MMA), que tem o objetivo de estimular os órgãos públicos do país a implementarem práticas de sustentabilidade. No último ano, o número de adesões ao programa aumentou 11%, passando de 412 adesões em 2018 para 461 em 2019.

"Se soubermos conviver com as nossas necessidades utilizando menos recursos naturais e deixando espaço para a tecnologia, boas práticas e inovação, prestaremos um serviço melhor para a sociedade, para o planeta e para o meio ambiente. Este é um trabalho permanente do Ministério do Meio Ambiente, e a adesão do MPT é muito bem-vinda", destacou o ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, durante videoconferência da qual participaram também o  procurador-geral do Ministério Público do Trabalho, Alberto Bastos Balazeiro, o secretário de Ecoturismo do MMA, André Germanos, e da secretária de Gestão Socioambiental do MPT, Cynthia Lopes.

A A3P está estruturada em seis eixos temáticos: uso racional dos recursos naturais e bens públicos; gestão de resíduos gerados; qualidade de vida no ambiente de trabalho; sensibilização e capacitação dos servidores; compras públicas sustentáveis e construções sustentáveis. O programa conta com a Rede A3P, canal de divulgação e troca de informações, com 1 mil instituições cadastradas e o portal a3p.mma.gov.br.

Dentre as ações implementadas pelas instituições, destacam-se a eficiência energética, o uso racional de água, papel e copos, do transporte aéreo e do terrestre, osresíduos produzidos, resíduos destinados, as contratações sustentáveis e a qualidade de vida no ambiente de trabalho, entre outras.

*Com informações do MMA

Edição: Nádia Franco

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique
Últimas notícias
vacina, Moderna, imagem ilustrativa
Internacional

Argentina e México vão produzir vacina da Oxford

Entrega é prevista a partir da primeira metade de 2021, em função dos resultados dos estudos da Fase 3 de testes e das aprovações regulatórias. Brasil também firmou acordo com a AstraZeneca.

Polícia Civil do Rio de Janeiro.
Direitos Humanos

Rio: operação prende suspeitos de violência contra a mulher

De acordo com a delegada Sandra Ornellas, somente em 2019 as delegacias de atendimento à mulher no Rio indiciaram 16.703 suspeitos de violência doméstica e familiar.

O jogador Guerrero, do Internacional
Esportes

Três jogos fecham segunda rodada da Série A do Brasileirão

São Paulo, Fortaleza, Internacional, Santos, Vasco e Sport entram em campo na noite desta quinta-feira pelo nacional de futebol.

 Escultura do Cristo Redentor na praia de Copacabana.
Saúde

Cristo Redentor passa por desinfecção antes da reabertura no sábado

Até agora, já foram feitas mais de 400 desinfecções em locais públicos como rodoviárias, aeroportos, estações de trens, metrôs e barcas, hospitais e unidades de saúde e asilos.

Presidente russo, Vladimir Putin, visita hospital de Moscou com roupa de proteção
Internacional

Rússia: médicos serão vacinados contra covid-19 em duas semanas

Alexander Gintsburg, diretor do Instituto Gamaleya, produtor da vacina, disse que o país planeja ter capacidade para produzir 5 milhões de doses por mês entre dezembro e janeiro.

Pesquisadores retiram soro de cavalo
Saúde

Soros produzidos por cavalos têm anticorpos potentes para covid-19

O coordenador do projeto, Jerson Lima Silva, da UFRJ, apresenta os resultados da pesquisa hoje (13) à noite, durante simpósio sobre covid-19 na Academia Nacional de Medicina, no Rio.