Ex-primeira ministra ucraniana deixa prisão

Publicado em 22/02/2014 - 13:58 Por Da Agência Lusa - Kiev

A líder da oposição ucraniana, ex-primeira-ministra Iulia Timochenko, condenada a sete anos de prisão em 2011 por abuso de poder, foi libertada hoje (22). Quando saiu de carro do hospital-prisão em Kharkiv, no Leste do país, Iulia Timochenko acenou aos jornalistas e às centenas de pessoas que a aguardavam, aos gritos de “Iulia livre”.

Segundo um aliado político de Iulia, Arseniy Yatsenyuk, ela segue agora para a Praça da Independência, na capital, Kiev, que está ocupada por manifestantes que protestavam contra o governo desde novembro.

Na página da internet do seu partido, a ex-primeira-ministra disse que “a ditadura caiu” na Ucrânia.

Iulia Timochenko saiu da prisão horas depois de o Parlamento ucraniano ter votado uma resolução para libertá-la “imediatamente”. A libertação da ex-primeira-ministra exigida pela União Europeia como condição para a negociação de um acordo de associação com a Ucrânia.

Ela foi condenada à prisão cerca de um ano depois da eleição do presidente Viktor Ianukóvich, de quem era a principal adversária política, que foi destituído hoje pelo Parlamento. Figura emblemática da Revolução Laranja pró-ocidental de 2004, Iulia Timochenko, de 52 anos, concorreu às eleições presidenciais de 2010 e perdeu para Ianukóvich.

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique
Últimas notícias