Americanos estão cada vez mais preocupados com crise grega

Publicado em 07/07/2015 - 17:39 Por Da Agência Lusa - Washington

Cresce a preocupação dos Estados Unidos com a situação na Grécia. Os americanos trocam telefonemas frequentemente com os líderes europeus e gregos, diante das implicações geopolíticas da ruptura das negociações e de uma eventual aproximação de Atenas com Moscou ou Pequim.

O presidente Barack Obama e o secretário do Tesouro, Jack Lew, admitiram acompanhar a evolução da crise com numerosas ligações para líderes europeus, como a chanceler alemã, Angela Merkel, o chefe de estado francês, François Hollande, e o primeiro-ministro italiano, Matteo Renzi.

Hoje mesmo, Obama falou com o primeiro-ministro grego, Alexis Tsipras, e com Merkel, quando os líderes da zona do euro esperavam uma proposta para um terceiro resgate financeiro da Grécia.

Tanto Obama quanto Lew têm apelado repetidamente a todas as partes, incluindo credores internacionais e o governo grego, para que alcancem um acordo que inclua reformas estruturais, por parte de Atenas, e uma discussão sobre o alívio da dívida grega.

Em pano de fundo, está a realidade geopolítica da Grécia, que é membro da Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan), é decisiva para a estabilidade nos Balcãs e é vizinha do Oriente Médio, além de porta de entrada de imigrantes.

Desde sua chegada ao poder, Tsipras tem marcado distância de seus parceiros europeus e dado a entender que poderia procurar ajuda financeira em Moscou, para onde se deslocou várias vezes, e em Pequim.

A última coisa que os americanos querem ver é a Grécia afastar-se da Europa e aproximar-se da Federação Russa, em um contexto de tensão crescente entre Washington e Moscou devido à crise na Ucrânia.

Depois do referendo de domingo (5), que rejeitou acordo com credores europeus, o presidente russo, Vladimir Putin, conversou com Tsipras para discutir “as condições da prestação de ajuda financeira a Atenas pelos credores internacionais, bem como assuntos relativos ao desenvolvimento da cooperação russo-grega”, informa comunicado distribuído pelo Kremlin.

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique
Últimas notícias