ONU considera detenção de Assange ilegal, diz ministro sueco

Publicado em 04/02/2016 - 14:55 Por Da Agência Lusa - Estocolmo

Embaixada do Equador em Londres, onde está asilado o fundador do WikiLeaks, Julian Assange

Embaixada do Equador em Londres, onde está asilado o fundador do WikiLeaks, Julian AssangeHannah Mckay/EPA/Agência Lusa

O grupo de trabalho sobre detenção arbitrária da ONU concluiu que a reclusão do fundador do WikiLeaks, Julian Assange, na embaixada do Equador em Londres representa uma detenção ilegal, anunciou hoje (4) a diplomacia sueca.

“Apenas podemos constatar que o grupo de trabalho chegou a uma conclusão diferente da das autoridades judiciárias suecas”, declarou uma porta-voz do Ministério dos Negócios Estrangeiros sueco à agência France Presse, um dia antes do previsto para o painel das Nações Unidas divulgar o seu relatório.

Assange, de 44 anos, está recluso na embaixada do Equador desde 2012, quando o governo equatoriano concedeu asilo ao jornalista, após um longo processo legal no Reino Unido, que terminou com a decisão de entregá-lo às autoridades da Suécia, onde é suspeito de crimes sexuais.

O fundador do portal WikiLeaks disse hoje que esperava ser tratado como um homem livre, se o grupo de trabalho das Nações Unidas decidisse em seu favor, e que iria entregar-se à polícia britânica, caso a decisão fosse contrária.

O australiano apresentou, em setembro de 2014, uma queixa ao grupo de trabalho da ONU contra a Suécia e o Reino Unido, alegando que sua reclusão na embaixada representava uma detenção ilegal.

“Caso eu leve a melhor e se conclua que os países atuaram ilegalmente, eu espero a devolução imediata do meu passaporte e o fim de eventuais futuras tentativas para me prenderem”, disse Assange em comunicado.

Depois da divulgação do comunicado do fundador do WikiLeaks, o governo britânico lembrou que continua com a “obrigação legal” de deter e extraditar Assange, se ele deixar a embaixada onde se refugiou.

“Julian Assange continua sendo alvo de um mandado de detenção europeu por violação e o Reino Unido continua com a obrigação legal de o extraditar para a Suécia”, disse hoje um porta-voz do governo.

As decisões do painel da ONU não são juridicamente vinculativas, mas já influenciaram a libertação de personalidades como a birmanesa Aung San Suu Kyi e o jornalista do Washington Post Jason Rezaian.

O advogado sueco de Assange, Per Samuelsson, disse à AFP que uma decisão a favor do seu cliente teria de levar a procuradora Marianne Ny a pedir a um tribunal para levantar o mandato de detenção emitido contra o fundador do WikiLeaks.

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique
Últimas notícias
Comércio da cidade do Rio de Janeiro funciona com restrições
Saúde

Estado do Rio tem 168.064 casos de covid-19 desde início da pandemia

Desde ontem foram registrados 32 óbitos e 839 pessoas infectadas pelo novo coronavírus. O estado soma agora 13.604 mortes pela doença e 144.850 pacientes recuperados. 

Hospital de campanha do Maracanã no Rio de Janeiro
Justiça

Justiça do Rio impede fechamento de hospitais de campanha

Segundo secretaria, hospitais de São Gonçalo e do Maracanã estão abertos, mas sem pacientes por causa de vagas em unidades regulares da rede estadual.

O ministro-chefe da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, fala à imprensa , após reunião com o presidente Jair Bolsonaro no Palácio da Alvorada
Justiça

Defesa de Onyx assina acordo de não persecução penal com a PGR

Apesar do acordo fechado com a PGR, é necessário que o caso seja analisado pelo Supremo Tribunal Federal. Ministro-relator vai decidir se homologa acordo.

Hospital de campanha para vítima de Covid-19 em Santo André, São Paulo
Saúde

Covid-19: Brasil registra mais 561 mortes; total chega a 94.665

Doença atingiu 2,75 milhões de brasileiros; 69,5% já se recuperaram. Atualmente, 743.334 pacientes estão em acompanhamento.

Painel Resolveu
Geral

EBC fica em primeiro no ranking de elogios entre instituições federais

De 1º de janeiro a 31 de julho, a administração federal recebeu 4.656 elogios de usuários de 333 instituições; EBC recebeu 417 elogios, e Ministério da Economia, 375.

Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social - BNDES
Economia

BNDES seleciona fundos de crédito não bancário para pequenas empresas

Com isso, BNDES busca mitigar impactos da pandemia de covid-19 na economia e, por meio de canais não bancários, ampliar crédito para pequenos empreendedores.