OEA analisa texto do Parlamento venezuelano anulando a saída do país da entidade

Publicado em 04/05/2017 - 16:35 Por Da Agência EFE - Washington

A Organização dos Estados Americanos (OEA) recebeu hoje (4), e está analisando, o decreto do Parlamento da Venezuela, controlado pela oposição, que considera "nula e inconstitucional" a carta apresentada pelo governo Maduro, no dia 28 de abril, solicitando a saída do país do organismo multilateral. As informações são da Agência EFE.

Secretário geral da OEA, Luis Almagro (à direita), durante reunião em Washington (EUA) com o presidente da Assembleia Nacional da Venezuela, o opositor Julio Borges

O  presidente  da  Assembleia  Nacional  da

Venezuela,  Julio Borges, e o secretário-geral

da OEA, Luis Almagro Foto: OEA /Divulgação 

O documento foi entregue ao secretário-geral da OEA, Luis Almagro, pelo presidente da Assembleia Nacional da Venezuela, o oposicionista Julio Borges, durante uma reunião nesta quinta-feira  em Washington. O decreto de nulidade foi aprovado na terça-feira (2) pelo Parlamento venezuelano, sob o argumento de que "os pactos internacionais sobre direitos humanos" têm "alcance constitucional" e, portanto, "não há fórmula" para abandoná-los.

Edição: Nádia Franco

Últimas notícias