COI propõe escolha simultânea das sedes das Olimpíadas de 2024 e 2028

Publicado em 09/06/2017 - 15:37 Por Da Agência EFE - Madri

Presidente do COI, Thomas Bach

Presidente do COI, Thomas BachReuters/Kevin Coombs/Direitos Reservados 

A Assembleia-Geral do Comitê Olímpico Internacional (COI) debaterá e votará nos próximos dias 11 e 12 de julho, em uma sessão extraordinária em Lausanne, na Suíça, se as sedes dos Jogos Olímpicos de 2024 e 2028 serão escolhidas de forma simultânea em setembro deste ano, em Lima, no Peru. A informação é da EFE.

Paris e Los Angeles, cidades que apresentaram candidaturas para 2024, disputarão agora as duas edições, anunciou hoje (9) o presidente do COI, Thomas Bach. A Comissão Executiva do COI, reunida hoje em Lausanne, estudou um relatório elaborado por seus quatro vice-presidentes recomendando à assembleia escolher as sedes de forma simultânea, um movimento sem precedentes na história olímpica. A sugestão foi aprovada por unanimidade.

"O grupo de trabalho formado pelos quatro vice-presidentes do COI [o espanhol Juan Antonio Samaranch, o australiano John Coates, o chinês Yu Zaiqing e o turco Ugur Erdener], considera que a coincidência de duas grandes cidades, dois grandes países, duas candidaturas entusiastas que promovem o espiríto olímpico, é uma oportunidade de ouro para os Jogos e para o COI", disse Bach em entrevista coletiva.

"Esse julgamento coincide com o da Comissão de Avaliação das Candidaturas. As duas cidades abraçaram a Agenda 2020, sobretudo no que se refere à redução de custos. Por essas e por muitas outras razões, a Comissão Executiva aprovou por unanimidade recomendar a concessão ao mesmo tempo dos Jogos de 2024 e 2028", anunciou.

Se a proposta for aprovada, Bach considera que o COI lançará um sinal muito claro de estabilidade para a opinião pública. "Assistimos a uma concorrência fascinante entre Paris e Los Angeles. É difícil imaginar algo melhor", completou.

Sobre as compensações para a sede que ficar com o evento em 2018, o presidente do COI afirmou que pode haver algumas mudanças nos contratos e nas condições, mas que isso é um assunto para o futuro.

Únicas candidatas

Paris e Los Angeles são as únicas candidatas a sediar os Jogos Olímpicos de 2024, após a desistência de suas três rivais - Hamburgo, Roma e Budapeste - por decisões políticas ou dos cidadãos em referendos.

Preocupado com a falta de cidades interessadas em organizar o evento, o COI começou a sinalizar no início do ano a possibilidade de dividir os Jogos Olímpicos de 2024 e 2028 entre Los Angeles e Paris, reformulando, enquanto isso, as formas e condições para a escolha das sedes.

A opção de Paris ficar com os Jogos de 2024 e Los Angeles de 2028 é a mais provável. Na última quarta-feira, o presidente da candidatura norte-americana, Casey Wasserman, admitiu que não há um "agora ou nunca" para que a cidade organize as competições.

Segundo o presidente do COI, será apresentada uma situação invejável para as duas cidades. "É ganhar ou ganhar. Nenhuma corre o risco de ser derrotada", destacou.

Desde o processo de escolha para os Jogos Olímpicos de 1988, quando capital coreana Seul venceu a cidade japonesa de Nagoia, o número de candidatas nunca tinha sido tão pequeno.

A candidatura de Paris indicou desde o início que gostaria de sediar apenas os Jogos de 2024., já que a Vila Olímpica planejada não pode ficar quatro anos parada. Os apartamentos serão vendidos para a população e a entrega dos imóveis já está programada para logo depois das datas de competição.

A assembleia do COI é formada por 95 membros. Se eles aprovarem a proposta feita hoje, Paris e Los Angeles serão escolhidas como sede das duas próximas edições dos Jogos Olímpicos em evento marcado para ocorrer no dia 13 de setembro, em Lima, no Peru.

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique
Últimas notícias
O presidente da República, Jair Bolsonaro, fala durante a solenidade de Posse dos ministros  das Comunicações e da Ciência, Tecnologia e Inovações
Política

Bolsonaro diz a embaixador que Brasil vai ajudar o povo libanês

“O Brasil está solidário e manifestamos esse sentimento ao povo libanês. Estaremos presentes nessa ajuda àquele povo que tem alguns milhões de seus dentro do nosso país”, disse o presidente.

 A Orquestra Sinfônica do Teatro Nacional se apresenta no Hospital da Criança de Brasília como parte do projeto Concertos da Saúde.
Geral

Orquestra Sinfônica de São Paulo e Masp apresentam série de concertos

Concertos vão combinar arte e música no auditório do Masp. Live será transmitida a partir das 20h no YouTube.

Austrália fecha fronteira estadual pela 1ª vez em 100 anos para deter coronavírus. Na foto, pessoas com trajes de proteção em Melbourne, Austrália
Internacional

Com aumento de mortes por covid-19, Austrália terá mais restrições

Segundo estado mais populoso da Austrália, Vitoria relatou crescimento recorde de 725 novos casos de covid-19, apesar de ter restabelecido o lockdown em Melbourne, a capital.

Teletrabalho, home office ou trabalho remoto.
Economia

Serviço público tem mais pessoal em trabalho remoto que setor privado

Resultados da pesquisa evidenciam desigualdade com números gerais de trabalho remoto no país com recortes também por idade, gênero, raça/cor e escolaridade, diz o Ipea.

Economia

Ecad dará descontos no pagamento de direitos autorais até 2021

Escritório é o responsável pela arrecadação e distribuição dos direitos autorais das músicas aos seus autores.

FILE PHOTO: Tennis - ATP 500 - Mexican Open
Esportes

Rafael Nadal desiste do US Open de Tênis por causa da pandemia

Atual campeão e Roger Federer serão as principais ausências no torneio. "Esta é uma decisão que eu nunca quis tomar, mas decidi seguir meu coração", disse o espanhol.