Pence diz que EUA não cruzarão os braços enquanto a Venezuela afunda

Publicado em 15/08/2017 - 21:03 Por Da Agência EFE - Buenos Aires

O vice-presidente dos Estados Unidos, Mike Pence, afirmou nesta terça-feira (15), em um discurso na Bolsa de Buenos Aires, que o seu país não pode ficar de braços cruzados enquanto a Venezuela  afunda. Pence agradeceu ao presidente argentino, Mauricio Macri, pela liderança ao repudiar o regime de Nicolás Maduro na Venezuela, mas pediu que todos os países da América Latina façam mais contra o governo chavista. A informação é da EFE.

Pence, que está em visita oficial à Argentina, também disse que os EUA continuarão atuando com todo rigor de seu poderio econômico e diplomático até que a democracia seja reinstaurada na Venezuela. Ele repetiu as declarações do presidente Donald Trump, de que o governo americano tem "muitas opções" sobre a Venezuela, mas disse estar convencido da possibilidade de uma "solução pacífica" se todos trabalharem "lado a lado".

Além disso, Pence também antecipou que os EUA continuarão impondo sanções aos dirigentes chavistas e parabenizou Macri pelas medidas adotadas pela Argentina para investigar os membros corruptos do governo de Maduro e pela suspensão da Venezuela do Mercosul.

Vizinho falido

Pence aproveitou o discurso para elogiar a "mensagem contundente" lançada por 17 países do continente, entre eles a Argentina e o Brasil, ao assinar a Declaração de Lima, que condena os rumos dados pelo governo de Maduro à Venezuela.

O vice-presidente americano disse que a Venezuela é um "Estado falido" e argumentou que um país nessa situação coloca em risco as fronteiras, prejudicando as economias dos vizinhos.

"Enquanto grande parte da América Latina percorreu o caminho para o crescimento econômico e a liberdade, na Venezuela vemos tragédia, a tragédia da tirania", disse Pence.

O companheiro de chapa de Trump disse que os EUA serão firmes sobre a questão venezuelana, já que uma "Venezuela estável e pacífica é o que mais combina com o continente".

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique
Últimas notícias
Agência Brasil Explica
Saúde

Agência Brasil explica: como é feita média móvel de casos de covid-19

Epidemiologista diz que média móvel é indicador importante por ser de fácil entendimento e permitir a divulgação diária dos dados, mantendo a população mobilizada em relação às medidas de prevenção.

Teste rápido de COVID-19
Saúde

Estado do Rio registra quase 179 mil casos de covid-19

A capital lidera o número de pessoas infectadas pelo novo coronavírus (74.421 casos). Em seguida vêm Niterói (9.380) e São Gonçalo (9.298), ambas na região metropolitana. 

VITÓRIA ATLÉTICO MINEIRO E EMPATE DO SANTOS
Esportes

Flamengo perde para o Atlético mineiro no Maracanã

Na segunda rodada, o Atlético recebe o Corinthians em jogo previsto para  quinta-feira (13). Já o Flamengo enfrenta um dia antes (12), o Atlético Goianiense.

Manifestantes carregam bandeiras nacionais durante um protesto contra o governo no centro de Beirute, Líbano, em 20 de outubro de 2019
Internacional

Polícia entra em confronto com manifestantes em Beirute

Milhares de pessoas foram para a Praça do Parlamento e para a Praça dos Mártires Os manifestantes tentaram entrar em uma área isolada e invadiram os escritórios de ministérios.

Teste rápido de COVID-19
Saúde

Brasil registra 3 milhões de casos de covid-19 e 101 mil mortes

Dados foram divulgados pelo Ministério da Saúde no início da noite deste domingo (9). Nas últimas 24 horas, o país registrou 23.010 novos casos e 572 mortes. 

Esportes

STJD aceita pedido do Goiás e partida contra o São Paulo é adiada

Cancelamento ocorreu 10 minutos antes do jogo começar. É que 10 jogadores testaram positivo para o novo coronavírus, sendo 8 titulares. Partida ainda não tem nova data.