Líder da extrema direita diz que vai devolver Alemanha para os alemães

Publicado em 24/09/2017 - 15:14 Por Da Agência EFE - Berlim

O candidato da extrema direita Alternativa para a Alemanha (AfD), Alexander Gauland, afirmou hoje (24) que devolverá o país aos alemães. As informações são da Agência EFE.

De acordo com as primeiras pesquisas de boca de urna, o AfD obteve 13,3% dos votos, entrando pela primeira vez no Bundestag, o parlamento alemão.

“Esse governo que proteja, porque iremos atrás dele. Recuperaremos o nosso país e o nosso povo. Mudaremos esse país”, alertou Gauland em seu primeiro pronunciamento depois do fechamento das urnas na Alemanha.

O líder da extrema direita afirmou que o partido obteve esses resultados graças ao seu idealismo e que pensa que as pessoas enfim terão de volta um lugar no Bundestag.

“Somos claramente a terceira força política no Bundestag”, afirmou, por sua vez, o copresidente da AfD, Jörg Meuthen.

Após a divulgação dos resultados de boca de urna, cerca de 100 pessoas se reuniram na praça de Alexanderplatz, onde a AfD celebra o sucesso nesse pleito, gritando palavras de ordem contra o partido de extrema-direita em meio a um forte esquema de segurança.

A AfD, que nasceu em 2013 como um partido contrário à União Europeia, ficou fora do parlamento nas eleições do mesmo ano. Com a crise migratória e a grande chegada de refugiados na Alemanha, a legenda transformou o discurso antieuropeu em xenofobia.

Segundo a boca de urna, a União Democrata-Cristã (CDU), partido da atual chanceler, Angela Merkel, ficou com 32,9% dos votos, mais de 12 pontos percentuais à frente do líder do Partido Social-Democrata (SPD), Martin Schulz.

Tanto Merkel como Schulz, aliados no último governo, lamentaram, em seus primeiros discursos, a chegada da AfD ao parlamento.

A chanceler comprometeu-se a reconquistar os eleitores que hoje optaram pela AfD, enquanto Schulz fez alertas sobre a “fratura” gerada pela entrada dos ultradireitistas no parlamento.

Edição: .

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique
Últimas notícias
Profissional de saúde realiza teste para o novo coronavírus em Brasília
Saúde

Covid-19: Brasil tem 97.256 óbitos e 2,02 milhões de recuperados

Desde o início da pandemia, 2.859.073 de brasileiros contraíram o novo coronavírus, 2.020.637 se recuperaram, 97.256 morreram e 741.180 estão em acompanhamento.

Washington Nunes, handebol, seleção
Esportes

Handebol: Confederação recontrata técnico demitido há um ano

Washington Nunes saiu da seleção masculina após terceiro lugar nos Jogos Pan-americanos de Lima, em 2019.

Justiça

Presidente do TST defende licença parental

Isso retira responsabilidade exclusiva da mãe pelo afastamento devido à maternidade e distribui dever do cuidado como uma forma de estímulo ao pai, diz Cristina Peduzzi.

exame coronavirus COVID-19
Saúde

Rio de Janeiro registra mais 140 óbitos por covid-19 em 24 horas

De acordo com a Secretaria de Saúde do Rio de Janeiro o estado registrou 172.679 pessoas infectadas pelo novo coronavírus. Entre eles, 153.966 pacientes se recuperaram.

Dólares - Moeda estrangeira
Economia

Dólar fecha em leve alta em dia de reunião do Copom

Cotação oscilou ao longo do dia, mas fechou próxima da estabilidade no aguardo da decisão do Banco Central. Bolsa subiu 1,57% com divulgação de resultados de empresas.

tainara
Esportes

Osasco anuncia Tainara, e Sesi Bauru confirma volta de Vanessa

Times apresentam as maiores movimentações antes da próxima temporada da superliga feminina de vôlei.