Congresso dos EUA se prepara para votar plano de reforma tributária

Publicado em 16/11/2017 - 11:50 Por *Das Agências Brasil e Reuters - Washington

O Congresso dos Estados Unidos, controlado pelos republicanos, aproxima-se de um teste nesta quinta-feira (16) sobre sua capacidade de reformar o código tributário federal, já que os legisladores se preparam para sua primeira votação em grande escala sobre a mudança na legislação sobre o tema.

Os republicanos da Câmara dos Deputados devem aceitar sua própria proposta de lei para reduzir os impostos sobre para as corporações, pequenas empresas e indivíduos após uma reunião com o presidente Donald Trump, que quer assinar o pacote de reforma tributária antes do final do ano. Os líderes da Câmara se dizem otimistas sobre conseguir os votos para aprovar o projeto de lei.

"Grande votação amanhã na Casa. Os cortes de impostos estão se aproximando!", escreveu Trump no Twitter na quarta-feira.

Mas as expectativas de reforma tributária do presidente começaram a encontrar resistência no Senado, onde uma proposta republicana separada foi atacada por legisladores do partido.

Os cortes de impostos são vistos pelos republicanos como críticos para suas perspectivas de manter o poder em Washington nas eleições do Congresso de novembro de 2018. Até agora, os republicanos e Trump não têm vitórias legislativas importantes em 2017 para mostrar aos eleitores, apesar de controlarem a Casa Branca e o Congresso.

Proposta

A proposta prevê redução de 35% para 20% nos impostos corporativos e um corte de taxas de imposto de renda de pessoa física. Segundo analistas críticos do projeto, no médio prazo a reforma provocaria um déficit fiscal de U$ 1,5 tri para as contas federais.

Mas os republicanos afirmam que com esta redução,  milhões de famílias e empresas que teriam mais dinheiro para produzir empregos. Mas o projeto apelidado de Corte importos e "ato pelo trabalho" chama a atenção pela quantidade de deduções de impostos que serão cortadas, com impacto direto nos contribuintes da classe média.

Cerca de 15 créditos fiscais deixaram de existir, entre eles o de adoção, que permitia dedução anual de 13 mil dólares e a pensão alimentícia em caso de divórcio, que pela proposta não poderá ser deduzida.

O projeto quer reduzir as deduções do imposto de renda para perdas de desastre, como furações e incêndios  para 10%, valor considerado pequeno para pessoas vítimas de grandes eventos, como os recentes furações, Irma e Maria.

Outra medida polêmica é a retirada de deduções de despesas médicas superiores a 7,5% da renda bruta do trabalhador. Os democratas apontam que o custo de saúde deverá aumentar drasticamente.

O projeto está tramitando no Congresso e já passou por algumas comissões. A votação prevista para hoje será na House of Representatives (Caasa de Representantes), equivalente a Câmara dos Deputados no Brasil.  Se o governo conseguir passar o projeto hoje, ele ainda será avaliado pelo Senado.

*Matéria atualizada às 12h49 para acréscimo de informações.

*Repórteres Leandra Felipe, da Agência Brasil em Atlanta, e David Morgan e Amanda Becker, da Reuters

Edição: -

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique
Últimas notícias
Homem produz máscaras caseiras durante a pandemia do novo coronavírus no distrito de Kreuzberg, Berlin, Alemanha
Saúde

Nova Friburgo vai ganhar Centro de Pesquisa e Inovação em EPIs

Objetivo é garantir qualidade aos produtos feitos no Brasil e dar suporte à indústria para adaptação de linhas de produção, uso de tecnologia e capacitação.

Guilherme Arana revela saudade dos jogos
Esportes

Arana projeta boa estreia do Atlético-MG contra o Fla no Brasileirão

Lateral-esquerdo confia nas qualidades do time para um bom campeonato: juventude e velocidade. O primeiro duelo será no domingo, às 16h, no Maracanã. 

 

Incêndio no Parque Nacional da Serra dos Órgãos (Divulgação/Parnaso)
Geral

Bombeiros combatem fogo na Serra dos Órgãos pelo terceiro dia seguido

Criado em 1939, o Parnaso é o terceiro parque mais antigo do país e costuma ser procurado para prática de esportes de montanha, como escalada, caminhada e rapel.

Fachada do edifício sede do Supremo Tribunal Federal - STF
Geral

STF: teto constitucional incide sobre soma de pensão e aposentadoria

Com a decisão, o valor dos ganhos não pode ultrapassar R$ 39,2 mil, valor do salário dos ministros da Corte, que foi definido pela Constituição como teto.

Supermercado na zona sul do Rio de Janeiro
Economia

Custo da cesta básica caiu em 13 capitais no mês de julho, diz Dieese

Por conta da pandemia, o Dieese suspendeu a coleta presencial de preços e começou a coletar os preços por meio de telefone, aplicativos de entrega, e-mail e consultas na internet.

Governo de São Paulo inicia testes com vacina contra o novo coronavírus.
Saúde

Hospital das Clínicas de Campinas começa testes de vacina contra covid

O Instituto Butantan deve concluir em outubro ou novembro os testes com cerca de 9 mil voluntários em São Paulo, Brasília, Rio de Janeiro, Minas Gerais, Rio Grande do Sul e Paraná.