EUA voltam a permitir a entrada de refugiados de 11 países

Publicado em 29/01/2018 - 21:42 Por Da Agência EFE - Washington

Os Estados Unidos voltaram a autorizar nesta segunda-feira (29) a entrada de refugiados de 11 países, 94 dias depois da sua suspensão, e ampliaram as medidas de segurança do programa que fiscaliza a entrada desses imigrantes no território americano. A informação é da EFE.

O governo do presidente Donald Trump já tinha voltado a autorizar a entrada de refugiados no país em outubro, mas determinou um reforço na fiscalização dos pedidos e excluiu do processo os cidadãos de 11 países, que não foram identificados.

A lista, que começou a ser elaborada depois dos atentados de 11 de setembro de 2011, foi atualizada pela última vez em 2015. A relação contém países que "apresentam potencialmente um risco maior para os EUA. A lista não têm nada a ver com a religião majoritária desses países, mas sim com o risco que eles representam", afirmaram  funcionários do governo.

A imprensa local afirma que a lista inclui dez países de maioria muçulmana e a Coreia do Norte. Segundo grupos de defesa dos direitos dos refugiados, são eles: Egito, Irã, Iraque, Líbia, Mali, Somália, Sudão do Sul, Sudão, Síria e Iêmen. Os cidadãos desses países passarão a partir de agora por avaliações mais rígidas.

"É importante que saibamos quem entra nos EUA", indicou em nota a secretária de Segurança Nacional, Kirstjen Nielsen. Ela explicou que as novas medidas dificultarão a possibilidade de pessoas mal intencionadas usarem o programa de refugiados e garantirão que o risco seja o principal critério de avaliação. A secretária ressaltou que a lista de países de risco e os critérios de seleção serão revisados a cada seis meses.

Durante o ano fiscal de 2018, os EUA pretendem receber um máximo de 45 mil refugiados, uma redução de 60% em relação a 2017.

Trump decidiu retirar o seu país do Pacto Mundial da ONU sobre Proteção de Migrantes e Refugiados em dezembro, por considerar que a política migratória dos EUA deve ser determinada apenas pelos americanos.

Edição: -

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique
Últimas notícias
Com uma campanha de 16 jogos, com oito vitórias, seis empates e duas derrotas, o Palmeiras voltou a conquistar o título estadual depois de 12 anos
Esportes

Palmeiras vence Corinthians nos pênaltis e é campeão paulista

Com uma campanha de 16 jogos, com oito vitórias, seis empates e duas derrotas, o Palmeiras voltou a conquistar o título estadual depois de 12 anos.

Saúde

Rio de Janeiro confirma 178 mil casos e 14 mil mortes da covid-19

Números da secretaria estadual de Saúde mostram que a capital fluminense lidera o número de casos, com 74.403 pessoas infectadas. São Gonçalo (9.295) e Niterói (9.290) aparecem em seguida

Ministro Interino da Saúde, Eduardo Pazuello, participa da 34ª Reunião do Conselho de Governo
Saúde

Pazuello lamenta mortes por covid- 19 e destaca tratamento precoce

“Não se trata de números, planilhas ou estatísticas, mas de vidas perdidas que afetam famílias, amigos e atingem o entorno do convívio social”, disse o ministro interino da Saúde.

O Laboratório Central de Saúde Pública de Santa Catarina (LACEN) está realizando exames para identificação do novo coronavírus (COVID-19)
Saúde

Brasil registra mais de 100 mil mortes por covid-19

Dos 3.012.412 casos de pessoas infectadas pelo novo coronavírus no país, 2.094.293 (69,5%), mais da metade, são de recuperados. O balanço aponta ainda que o número de pessoas em acompanhamento é de 817.642 (21,1%).

Hospital de Campanha de São Gonçalo é inaugurado
Justiça

Rio: Justiça intima Witzel a manter aberto hospital de campanha

Justiça intimou o governador e o secretário de Saúde a cumprir, em 48 horas, ordem judicial de manter em operação o  Hospital de Campanha de São Gonçalo.

Vista aérea da torre Eiffel, em Paris
Internacional

Paris obriga uso de máscaras ao ar livre em áreas movimentadas

As regiões onde as máscaras serão obrigatórias serão detalhadas separadamente e avaliadas regularmente, informou a prefeitura da capital francesa.