Justiça da Colômbia pede que governo proteja a Amazônia do desmatamento

Publicado em 06/04/2018 - 07:25 Por Da Agência EFE - Bogotá

A Corte Suprema de Justiça da Colômbia ordenou que os governos federal e regionais do país adotem um plano de ação de longo prazo para proteger a Amazônia do desmatamento.

A decisão foi tomada após a avaliação de uma ação de tutela apresentada por 25 crianças, apoiadas pelo Centro de Estudos Judiciais. A Corte Suprema afirma que o governo não enfrentou o "alarmante" desmatamento no país, que cresceu 44% entre 2015 e 2016, passando de 56.972 para 70.074 hectares.

A Justiça colombiana também determinou que o governo elabore o Pacto Intergeracional pela Vida da Amazônia Colombiana (Pivac) para reduzir o desmatamento e os gases de efeito estufa. E ordenou que elementos de preservação do meio ambiente também sejam incluídos nos planejamentos municipais de uso territorial.

Sobre os governos regionais, a Corte afirmou que as autoridades ambientais não estão cumprindo a função de avaliar, controlar e monitorar os recursos naturais. Os órgãos também falham em punir as violações de normas de proteção ambiental.

"O desmatamento ocorre em locais sob a tutela da Parques Nacionais Naturais da Colômbia (PNN). Departamentos como Amazona, Caquetá, Guaviare e Putumayo também descumprem suas funções de proteção ambiental. Municípios da área amazônica concentram altos níveis de desmatamento sem resistirem a essa situação", disse a decisão da Corte Suprema.

* É proibida a reprodução total ou parcial desse material. Direitos Reservados

Edição: -

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique
Últimas notícias