Síria confirma 3 mortes após lançamento de mísseis por Israel

Publicado em 10/05/2018 - 11:27 Por Agência EFE - Cidade do Cairo

O Exército da Síria confirmou hoje (10) que os mísseis lançados por Israel na noite desta quarta-feira contra posições militares em várias regiões da Síria causaram três mortos.

Horas depois dos bombardeios, o porta-voz do Comando Geral das Forças Armadas sírias, Ali Maihub, afirmou, em discurso pela televisão, que a queda de vários foguetes "inimigos israelenses causou a morte de três mártires e feriu outros dois".

Uma estação de radar e um depósito de munição foram destruídos pelos mísseis, segundo o porta-voz. Ele garantiu que as defesas antiaéreas interceptaram a maior parte dos mísseis.

Maihub afirmou que "estas agressões descaradas" vão motivar as Forças Armadas sírias a conseguir "mais conquistas na luta contra o terrorismo e a insistir mais no seu sagrado dever de defender a pátria".

O porta-voz militar destacou que as Forças Armadas sírias estão dispostas a "enfrentar qualquer agressão com toda responsabilidade e firmeza".

Síria: "Ataque abre etapa de confronto direto"

O Ministério de Exteriores da Síria afirmou nesta quinta-feira que os bombardeios realizados por Israel contra bases do Irã e de forças governamentais abrem uma "nova etapa de confronto direto" contra a Síria.

Em comunicado divulgado pela agência oficial Sana, o ministério considerou que a "entidade sionista", em alusão a Israel, e os seus aliados, passaram de "se esconder por trás de grupos terroristas a um confronto direto contra Damasco".

Esta nova etapa, segundo a nota citada pela Sana, "já começou com os protagonistas, em vez de com os agentes", em alusão aos citados grupos "terroristas" que, segundo Damasco, contam com apoio israelense.

O ministério qualificou os bombardeios israelenses de "um ato agressivo" e afirmou que "não tiveram sucesso em reviver o projeto de conspiração derrotado na Síria".

Do mesmo modo, o órgão advertiu que o ataque "vai aumentar a tensão na região, o que é uma ameaça séria à segurança e à paz internacional".

Israel atacou na noite passada dezenas de alvos militares das forças sírias, iranianas e do grupo libanês Hezbollah em vários pontos da Síria, em resposta ao suposto lançamento de foguetes contra as Colinas de Golã.

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique
Últimas notícias