No Senegal, seca deixa 245 mil pessoas sem alimentos, afirma ONG

Publicado em 13/08/2018 - 12:05 Por Agência EFE - Senegal

Uma em cada cinco crianças sofre de desnutrição aguda no Senegal. Há seis anos não chove no país na região fronteiriça com a Mauritânea.

Mais de 245 mil pessoas estão sem alimentos, informou, hoje, a Organização Não Governamental (ONG) Ação contra a Fome.

E, segundo dados das estações meteorológicas, a seca neste ano, na fronteira entre os dois países, é uma das mais alarmantes de todo o oeste da África e lembra a calamidade de  2011 na região.

"Desde outubro do ano passado, começamos a alertar sobre a crise alimentícia resultado da falta de chuvas, destacou Fabrice Carbonne, diretor de Ação contra a Fome no Senegal.

A escassez de pastos, aumenta o risco de propagação de doenças entre os animais e de queda na produção menor de leite e carne.

Em algumas regiões, onde a desnutrição é mais aguda, está sendo realizada uma campanha para doação de alimentos, especialmente para 2.150 famílias grávidas, lactantes e crianças. 

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique
Últimas notícias
Voltar ao topo da página