Mitsubishi demite brasileiro do cargo de presidente

Publicado em 26/11/2018 - 07:57 Por Agência EFE - Tóquio

O Conselho de Administração da Mitsubishi Motors decidiu hoje (26) destituir o brasileiro Carlos Ghosn como presidente, após sua detenção há uma semana como suspeito de cometer irregularidades fiscais relacionadas com seu cargo de executivo na Nissan.

A direção da Mitsubishi votou pela destituição de Ghosn de suas funções na companhia, depois que a cúpula da Nissan também o demitiu como presidente e anulou todos seus direitos de representação no Conselho de Administração por causa das supostas irregularidades.

EPA9602. TOKIO (JAPÓN), 19/11/2018.- Foto de archivo del presidente de Nissan Motor, Carlos Ghosn, da una rueda de prensa en Tokio (Japón) el 20 de octubre de 2016. Las autoridades niponas se disponen a arrestar al presidente de Nissan Motor,
Carlos Ghosn foi demitido pela Mitsubishi Motors                                                                      (EFE/ Kimimasa Mayama / direitos reservados)

Ghosn era o principal responsável da Mitsubishi Motors desde 2016, quando esta empresa passou a ser controlada pela Nissan Motor para, mais adiante, se integrar a uma aliança tripla junto com a francesa Renault.

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique
Últimas notícias