Colômbia não reconhece rompimento de relações de Maduro

País vai retirar diplomatas da Venezuela para preservar integridade

Publicado em 23/02/2019 - 19:27 Por Agência Brasil - Brasília

Após o presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, ter anunciado rompimento das relações com a Colômbia e exigido a saída dos diplomatas do país, o governo colombiano informou que não reconhece a legitimidade de Maduro e ordenou o retorno de seus funcionários como forma de preservar a vida e integridade deles.

Ao ler um comunicado, o chanceler Carlos Holmes Trujillo disse que seu país reconhece Juan Guaidó, presidente da Assembleia Nacional e que se autoproclamou presidente interino do país, e agradece o convite dele para que os funcionários colombianos continuem em território venezuelano, porém será organizado o retorno deles para a Colômbia o mais breve possível.

Trujillo disse ainda que Maduro será responsabilizado por "qualquer agressão" contra os diplomatas ou "desrespeito aos direitos deles, conforme normas internacionais" que possam ocorrer nas próximas horas.

Segundo o chanceler, a Colômbia atua com base no critério humanitário com intuito de ajudar a criar condições para que a Venezuela tenha novamente uma democracia e liberdade.

Assim como o Brasil, a Colômbia tenta enviar alimentos e remédios para a população venezuelana. No entanto, forças venezuelanas montaram barreiras para impedir a passagem de caminhões com os suprimentos. Manifestantes contrários ao bloqueio protestam, e o clima é de tensão na fronteira. De acordo com agências internacionais de notícias, caminhões com ajuda humanitária foram incendiados em território venezuelano e alguns retornaram para a Colômbia.

Edição: Carolina Pimentel

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique
Últimas notícias
Homem produz máscaras caseiras durante a pandemia do novo coronavírus no distrito de Kreuzberg, Berlin, Alemanha
Saúde

Nova Friburgo vai ganhar Centro de Pesquisa e Inovação em EPIs

Objetivo é garantir qualidade aos produtos feitos no Brasil e dar suporte à indústria para adaptação de linhas de produção, uso de tecnologia e capacitação.

Guilherme Arana revela saudade dos jogos
Esportes

Arana projeta boa estreia do Atlético-MG contra o Fla no Brasileirão

Lateral-esquerdo confia nas qualidades do time para um bom campeonato: juventude e velocidade. O primeiro duelo será no domingo, às 16h, no Maracanã. 

 

Incêndio no Parque Nacional da Serra dos Órgãos (Divulgação/Parnaso)
Geral

Bombeiros combatem fogo na Serra dos Órgãos pelo terceiro dia seguido

Criado em 1939, o Parnaso é o terceiro parque mais antigo do país e costuma ser procurado para prática de esportes de montanha, como escalada, caminhada e rapel.

Fachada do edifício sede do Supremo Tribunal Federal - STF
Geral

STF: teto constitucional incide sobre soma de pensão e aposentadoria

Com a decisão, o valor dos ganhos não pode ultrapassar R$ 39,2 mil, valor do salário dos ministros da Corte, que foi definido pela Constituição como teto.

Supermercado na zona sul do Rio de Janeiro
Economia

Custo da cesta básica caiu em 13 capitais no mês de julho, diz Dieese

Por conta da pandemia, o Dieese suspendeu a coleta presencial de preços e começou a coletar os preços por meio de telefone, aplicativos de entrega, e-mail e consultas na internet.

Governo de São Paulo inicia testes com vacina contra o novo coronavírus.
Saúde

Hospital das Clínicas de Campinas começa testes de vacina contra covid

O Instituto Butantan deve concluir em outubro ou novembro os testes com cerca de 9 mil voluntários em São Paulo, Brasília, Rio de Janeiro, Minas Gerais, Rio Grande do Sul e Paraná.