Coreia do Norte reduz distribuição de comida para a população

Dez milhões de pessoas sofrem com grave escassez de alimentos

Publicado em 04/05/2019 - 09:30 Por Agência Brasil - Brasília

Depois da pior safra dos últimos dez anos, a Coreia do Norte reduziu as porções de comida distribuídas à população para um nível jamais visto para esta época do ano, revelou a Organização das Nações Unidas.

Aproximadamente 10,1 milhões de pessoas, cerca de 40% dos habitantes do país, sofrem com a grave escassez de alimentos.

Segundo as Nações Unidas, o governo norte-coreano reduziu para 300 gramas por dia por pessoa as porções de comida distribuídas. Além da redução na quantidade de alimentos, a diversidade alimentar no país é mínima, muitos sobrevivem comendo só arroz e repolho.

A avaliação da situação alimentícia foi feita pelo Programa Mundial de Alimentos (PMA), a maior agência de ajuda humanitária da ONU.

A porta-voz do PMA em Genebra, Herve Verhoosel, afirmou que a comida está sendo racionada por conta da safra ruim. A produção de alimentos no país foi impactada por períodos de seca, ondas de calor e inundações. "Sem apoio humanitário, milhões podem sofrer com a fome", advertiu Verhoosel.

A situação é "particularmente preocupante para crianças pequenas e para mulheres grávidas e lactantes, que são as mais vulneráveis à desnutrição", segundo a ONU.

Especialistas do PMA e da Organização das Nações Unidas para a Alimentação e a Agricultura (FAO) visitaram a Coreia do Norte de 29 de março a 12 de abril a pedido do regime de Kim Jong-un para realizar a avaliação.

Produção agrícola tem queda acentuada

A missão estabeleceu que a produção agrícola no país no último ano foi de 4,9 milhões de toneladas, o pior número desde 2008-2009 e que representa um déficit de 1,36 milhão de toneladas (incluindo as importações) em relação à quantidade mínima necessária.

As doações de alimentos da Rússia, Canadá, França, Suécia e Suíça ao país através do PMA estão longe de cobrir as necessidades mais vitais da população norte-coreana.

"Tememos que, diante da ausência de uma assistência externa significativa, as porções de alimentos distribuídas pelo governo sofram ainda mais cortes nos meses críticos, que vão de julho a outubro, o período entre safras na Coreia do Norte", alertou o PMA.

A Coreia do Norte sofreu uma das piores crises de fome na década de 1990 como consequência de safras ruins, o que coincidiu com a desintegração da União Soviética, um dos seus principais apoios econômicos naquela época.

Essa situação gerou uma escassez de alimentos que, segundo alguns especialistas, provocou a morte de 3,5 milhões de pessoas.

Nas últimas décadas, a China foi um dos principais fornecedores de ajuda humanitária à Coreia do Norte.

*Com informações da Deutsche Welle (agência pública da Alemanha)

Edição: Kleber Sampaio

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique
Últimas notícias
Teste rápido de COVID-19
Saúde

Estado do Rio registra quase 179 mil casos de covid-19

A capital lidera o número de pessoas infectadas pelo novo coronavírus (74.421 casos). Em seguida vem Niterói (9.380) e São Gonçalo (9.298), ambas na Região Metropolitana.  

 


 

VITÓRIA ATLÉTICO MINEIRO E EMPATE DO SANTOS
Esportes

Flamengo perde para o Atlético mineiro no Maracanã

 

Na segunda rodada, o Atlético recebe o Corinthians em jogo previsto para  quinta-feira (13). Já o Flamengo enfrenta um dia antes (12), o Atlético Goianiense.

 

Manifestantes carregam bandeiras nacionais durante um protesto contra o governo no centro de Beirute, Líbano, em 20 de outubro de 2019
Internacional

Polícia entra em confronto com manifestantes em Beirute

Milhares de pessoas foram para a Praça do Parlamento e para a Praça dos Mártires Os manifestantes tentaram entrar em uma área isolada e invadiram os escritórios de ministérios.

Teste rápido de COVID-19
Saúde

Brasil registra 3 milhões de casos de covid-19 e 101 mil mortes

Dados foram divulgados pelo Ministério da Saúde no início da noite deste domingo (9). Nas últimas 24 horas, o país registrou 23.010 novos casos e 572 mortes. 

Esportes

STJD aceita pedido do Goiás e partida contra o São Paulo é adiada

Cancelamento ocorreu 10 minutos antes do jogo começar. É que 10 jogadores testaram positivo para o novo coronavírus, sendo 8 titulares. Partida ainda não tem nova data.

 

O filme Yover, produzido por Edison Sanchez e Miguel Zanguña Billalva, será exibido na Mostra Ecofalante
Geral

Mostra traz filmes de 24 países sobre questões ambientais e sociais

O 9 º Festival Ecofalante vai de 12 de agosto a 20 de setembro. Terá sessões online por causa da pandemia. Os filmes ficam disponíveis por períodos que variam de 24 horas a dez dias.