Brasil e Áustria firmam acordo de cooperação tecnológica

Publicado em 22/06/2019 - 16:16 Por Agência Brasil* - Brasília

Brasil e Áustria fecharam nesta semana, em Viena, um acordo de cooperação tecnológica visando a estabelecer maior colaboração em pesquisa científica, tecnológica e inovação entre os dois países.

O acordo foi assinado pelo ministro da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações, ministro Marcos Pontes, e pela ministra da Educação, Ciência e Cultura da Áustria, Iris Eliisa Rauskala.

Brasil e Áustria fazem acordo de cooperação científica e tecnológica,Ministro Marcos Pontes e ministra da Educação ministra da Educação, Ciência e Cultura da Áustria, Iris Eliisa Rauskala, durante assinatura do acordo de cooperação
Os ministros Marcos Pontes e Iris Elisa Rauskala assinam acordo - Divulgação/Ministério da Ciência e Tecnologia

O acordo prevê que as partes incentivem e apoiem o desenvolvimento de atividades em ciência e tecnologia entre as  instituições de ensino superior, órgãos governamentais e centros nacionais de pesquisa científica e tecnológica dos dois países.

Uma das metas, diz o texto, "é estabelecer um arcabouço para a cooperação em pesquisa, que irá ampliar e fortalecer a condução de atividades em áreas de interesse comum, assim como encorajar a aplicação dos resultados dessa cooperação para seus benefícios econômico e social.”

Cidades inteligentes

Com o acordo, o Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações deverá buscar parcerias com a Áustria em aplicações tecnológicas no campo de cidades inteligentes. Para tanto, o ministro Marcos Pontes visitou nesta sexta-feira (21) o Seestadt Aspern, projeto de bairro inteligente em Viena, capital austríaca.

A agenda de Pontes em Viena incluiu também encontros com representantes de organismos internacionais; visita à WeXelerate, maior incubadora de startups da Europa; e a participação na inauguração de um laboratório na área de energia nuclear.

 Nanopropulsores

Um dos encontros do ministro Marcos Pontes na Áustria foi com o empresário Alexander Reissner, diretor executivo e fundador da empresa austríaca Enpulsion, especializada em motores de propulsão para nano e microsatélites.

Segundo Reissner, o sucesso da Enpulsion se deu a partir de muita pesquisa inicial. “Vínhamos desenvolvendo essa tecnologia em ambiente acadêmico por anos. Foi quando percebemos que havia um mercado que precisava especificamente dessa tecnologia. Só que, em princípio, a academia não pode fornecer um produto, por isso, seria necessário um veículo para comercializá-lo.”

“Reissner disse que essa chance veio com o grande apoio recebido das instituições do governo austríaco para a abertura dessa empresa. "Com isso, a gente abriu a empresa e começou a desenvolver a produção com viabilidade comercial. Hoje, vendemos nosso produto para o mundo inteiro — dos Estados Unidos ao Japão, e, é claro, na Europa."

O ministro Marcos Pontes destacou que uma das vantagens e diferenciais do propulsor da Enpulsion é o fato de ser compacto. “A grande vantagem é essa, o que é ideal para o mercado nesse momento, com nano e microsatélites”.

Reissner ressaltou que sua empresa comercializa cubos de cerca de 10 centímetros. “São bem pequenos e encaixáveis, como peças de Lego. É por isso que satélites de tamanhos diferentes conseguem juntar vários desses módulos”, explicou.

*Com informações do Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações e colaboração da repórter Gabriela Noronha, da TV Brasil

Edição: Nádia Franco

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique
Últimas notícias
basquete em cadeira de rodas, seleção brasileira, Rio 2026
Esportes

Coluna - Justo ou injusto?

Reclassificação no basquete tira atletas do movimento paralímpico. Dos 132 reenquadrados, 119 foram considerados aptos a competir em Tóquio, e nove inelegíveis.

 

Ensino a distância cresce mais que presencial
Educação

MEC autoriza aulas a distância em escolas técnicas federais de ensino

Instituições que optarem por suspender aulas presenciais deverão repô-las integralmente e poderão alterar calendários escolares, inclusive recessos e férias.

A Polícia Federal prende o banqueiro Eduardo Plass em nova etapa da Operação Hashtag, desbodramento da Lava Jato no Rio de Janeiro.
Geral

Polícia Federal faz operação contra fraudes nos Correios

Cargas eram distribuídas no fluxo postal sem faturamento ou com faturamento inferior, dando prejuízo de R$ 94 milhões aos Correios. Foram expedidos mandados de afastamento de funcionários.

Governo de São Paulo inicia testes com vacina contra o novo coronavírus.
Saúde

São Paulo usa Metrô para vacinar adultos e crianças 

Não é necessário apresentar carteirinha de vacinação. Em todas as estações do Metrô de São Paulo, a campanha estará na área livre do mezanino. Vacinas evitam diversas doenças.

O ministro Gilmar Mendes, durante a segunda parte da sessão de hoje (23) para julgamento sobre a validade da prisão em segunda instância do Supremo Tribunal Federal (STF).
Justiça

Gilmar Mendes suspende efeitos de veto sobre uso máscara em presídios

A decisão suspende “apenas os efeitos dos vetos feitos por meio de republicação, após o prazo de 15 dias para o exercício da deliberação executiva sobre o projeto de lei”, diz STF.

Cataratas do Iguaçu em Foz do Iguaçu/PR
Geral

Parque Nacional do Iguaçu retoma atividades a partir de hoje

Entre as medidas obrigatórias para acessar a unidade de conservação estão a redução da capacidade do local, aferição da temperatura, o distanciamento entre as pessoas e uso correto da máscara.