CPI do Tráfico de Pessoas é prorrogada por mais 30 dias

Publicado em 13/03/2014 - 16:05 Por Luciano Nascimento - Repórter da Agência Brasil - Brasília

A Câmara dos Deputados decidiu hoje (13) prorrogar por mais 30 dias os trabalhos da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) do Tráfico de Pessoas. O presidente  da comissão, Arnaldo Jordy (PPS-PA), pediu a ampliação dos trabalhos até 30 de abril, pois, de acordo com o parlamentar, apesar dos esforços, não foi possível alcançar as metas propostas pela CPI. A comissão investiga causas, consequências e os responsáveis pela prática do tráfico de pessoas no país no período de 2003 a 2011. É a sétima vez que os trabalhos da comissão são prorrogados.

Em fevereiro, a CPI pediu o indiciamento de representantes da organização não governamental (ONG) Limiar por suspeitas de envolvimento da organização com um esquema de intermediação ilegal de adoções.

Com sede nos Estados Unidos e filial na capital paulista, a organização não governamental também atua no Paraná. A Limiar é acusada de intermediar ilegalmente adoções de crianças brasileiras por famílias norte-americanas.

O tráfico humano também foi o tema escolhido pela Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) para a Campanha da Fraternidade 2014, cujo tema é Fraternidade e Tráfico Humano. O objetivo, segundo a CNBB, é fazer um chamado para que a sociedade se conscientize da importância do combate ao tráfico de pessoas.

Edição: Carolina Pimentel

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique
Últimas notícias