Juíza indefere notificação judicial dos Correios contra Aécio Neves

Publicado em 09/10/2014 - 19:59 Por Michèle Cannes - Brasília

banner_eleições

O pedido de notificação judicial feito pela Empresa de Correios e Telégrafos contra o candidato do PSDB à Presidência da República, Aécio Neves, foi considerado improcedente pela juíza federal substituta Célia Regina Ody Bernardes, da 21ª Vara Federal do Distrito Federal (DF). A informação é da assessoria de Comunicação da Seção Judiciária do DF.

Na última terça-feira (7) os Correios protocolaram uma interpelação alegando não serem verdadeiras as declarações do candidato sobre falhas no envio de correspondência com material de campanha em Minas Gerais.

A empresa pedia que o senador mineiro fosse advertido da possibilidade de ser ajuizada ação de fins reparatórios, caso fossem feitas novos ataques aos Correios.

Segundo nota da Seção Judiciária do DF, a juíza afirmou que o acesso à Justiça não está condicionado ao aviso prévio e que os Correios podem entrar com uma ação independente de notificação judicial. O processo foi declarado extinto.

Edição: Nádia Franco

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique
Últimas notícias
Força Nacional de Segurança Pública atuará em Moçambique. Vinte bombeiros auxiliarão no resgate das vítimas do ciclone Idai que atingiu mais de 1,8 milhão de pessoas.
Geral

Bombeiros da Força Nacional vão combater incêndios em Mato Grosso

A Portaria 534/2020, assinada pelo ministro André Mendonça, atende pedido feito pelo governador Mauro Mendes e está publicada hoje no Diário Oficial da União. Equipe com 43 militares embarca nesta quarta-feira