Senado estabelece prioridade para uso de armas não letais em ações policiais

Publicado em 26/11/2014 - 20:54 Por Mariana Jungmann - Repórter da Agência Brasil - Brasília

O plenário do Senado aprovou hoje (26) projeto de lei segundo o qual as forças policiais devem priorizar o uso de armas não letais em suas ações. Assim, equipamentos como teaser (arma de choque), gás de pimenta, balas de borracha, gás lacrimogêneo e cassetetes deverão ser usadas no lugar das armas de fogo, sempre que for possível.

As armas não letais têm o poder de impedir a ação de uma pessoa, mas com menos risco de provocar a morte dela ou de fazer lesões permanentes. O assunto vem sendo discutido no Congresso há nove anos, e o objetivo do projeto é justamente diminuir o número de mortes em abordagens policiais.

“Seu objetivo é o de conformar os meios de emprego da força pelos agentes de segurança pública à necessidade de prover a redução de ocorrências graves em atendimento às exigências constitucionais de preservação da incolumidade física das pessoas envolvidas, motivação essa que se mantém atual, oportuna e conveniente, mesmo após uma década consumida na tramitação da proposição”, disse o relator do projeto, senador Marcelo Crivella (PRB-RJ) em defesa dele no plenário.

Para exemplificar os casos que a nova lei pretende evitar, o relator citou números de pessoas mortas por ação policial no Rio de Janeiro. “De fato, o número de pessoas mortas em decorrência dos chamados autos de resistência ou homicídios decorrentes de intervenção policial apresenta sinais de ascensão. Segundo dados do Instituto de Segurança Pública, ligado à Secretaria de Estado de Segurança Pública do Rio de Janeiro, a ocorrência desses autos subiu de 29 casos, em 2013, para 49 casos só no primeiro mês deste ano.

No entanto, a senador Lídice da Mata (PSB-BA) alertou para a possibilidade de que as armas não letais acabem sendo utilizadas para reprimir manifestações, e não a criminalidade. “O teor do relatório do senador Marcelo Crivella tem o mérito de retirar as armas letais do uso, do emprego dos agentes de segurança pública. No entanto, obriga a utilização de todo um aparato repressivo na criminalidade, mas que, na verdade, não tem sido usado contra a criminalidade, mas, principalmente, contra as manifestações públicas. Preocupa-me que a gente tenha as chamadas armas de choque e gás de pimenta contra manifestantes, o que tem demonstrado ser um mecanismo também extremamente violento na repressão, com danos a pessoas que participam de manifestações e a pessoas no entorno”, disse a senadora.

Apesar da advertência de Lídice, a matéria foi aprovada em votação simbólica, e segue agora para sanção da presidenta Dilma Rousseff.

 


Fonte: Senado estabelece prioridade para uso de armas não-letais em ações policiais

Edição: Stênio Ribeiro

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique
Últimas notícias
Londres, coronavírus, COVID-19 Rio Thames
Internacional

Taxa de contágio pelo novo coronavírus está diminuindo na Inglaterra

Estudo, que será revisado antes da publicação de um relatório final, também descobriu que o risco de infecção era maior em Londres do que em outras áreas da Inglaterra.

Paralisação de caminhoneiros na Rodovia Presidente Dutra.
Geral

Governo certifica pontos de parada e descanso em rodovias

Em fevereiro deste ano, o governo definiu os atos a serem adotados pelas empresas para o reconhecimento e a certificação  dos pontos de parada e descanso.

Yoshi’s Island DS and Super Mario 64
Esportes

Coluna - Gigaleak: o controverso vazamento da Nintendo

Material rico para historiadores de games seria fruto de ataque hacker. O acervo tem revelado várias curiosidades sobre jogos antigos da empresa japonesa.

comercio_varejista_julho2016.jpg
Economia

Indicador Antecedente de Emprego da FGV cresce 9,2 pontos

É a terceira alta consecutiva do indicador, que busca antecipar tendências do mercado de trabalho com base na avaliação de consumidores e empresários da indústria e de serviços.

Adoniran morreu em 1982
Geral

Adoniran, 110 anos: compositor marcou o samba com sotaque paulistano

Compositor, que nasceu em 6 de agosto de 1910 em Valinhos (SP), criou um tipo de samba paulistano que enaltecia a memória e o cotidiano de imigrantes pobres e seus descendentes.

Supermercado na zona sul do Rio de Janeiro
Economia

Inflação pelo IGP-DI sobe 2,34% em julho, diz FGV

O Índice de Preços ao Produtor Amplo, que mede o atacado, subiu de 2,22% em junho para 3,14% em julho.