Policiais e manifestantes da CUT entram em confronto em frente ao Congresso

Publicado em 07/04/2015 - 15:46 Por Yara Aquino - Repórter da Agência Brasil - Brasília
Atualizado em 07/04/2015 - 16:34

Manifestantes entram em confronto com policiais em frente ao Congresso durante protesto contra o Projeto de Lei 4330/04, que libera a terceirização para todas as atividades das empresas (Wilson Dias/Agência Brasil)

Manifestantes e policiais militares entram em confronto durante protesto contra o Projeto de Lei 4330/04,

que  libera  a  terceirização de  serviços  para todas as atividades das empresasWilson Dias/Agência Brasil

Manifestantes da Central Única dos Trabalhadores (CUT) entraram nesta terça-feira (7) em confronto com policiais militares e integrantes da Polícia Legislativa em frente ao Congresso Nacional. O tumulto começou quando eles tentaram se aproximar da chapelaria, uma das entradas da sede do Parlamento.

Os policiais fizeram um bloqueio e houve o confronto. Os manifestantes jogaram pedaços de madeira e cones de sinalização. Os militares reagiram com spray de pimenta e cassetetes. Um manifestante ficou ferido e outro foi detido.

Manifestantes entram em confronto com policiais em frente ao Congresso durante protesto contra o Projeto de Lei 4330/04, que libera a terceirização para todas as atividades das empresas (Wilson Dias/Agência Brasil)

Manifestante é ferido em confronto com policiais

em frente ao CongressoWilson Dias/Agência Brasil

Neste momento, os manifestantes permanecem em frente ao Congresso e os policiais militares fazem uma barreira para impedir que eles entrem na Casa Legislativa. As lideranças sindicais que estão no alto de um carro de som pedem tranquilidade e que se evite o confronto com os policiais.

A manifestação é contra o projeto de lei que regulamenta a terceirização, cuja apreciação está prevista para hoje na Câmara dos Deputados. O projeto estende a liberação das terceirizações das atividade-meio para as atividades-fim das empresas. Os protestos ocorrem em vários estados.

 

Atualizada às 16h34 para acréscimo de informação

 

Edição: Aécio Amado

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique
Últimas notícias