Dilma diz que decisão de Teori sobre investigação de Lula é importante

Publicado em 23/03/2016 - 12:11 Por Yara Aquino - Repórter da Agência Brasil - Brasília

A presidenta Dilma Rousseff classificou hoje (23) como “importante” a decisão do ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Teori Zavascki, relator da Operação Lava Jato, de pedir que o juiz da 13ª Vara de Federal de Curitiba, Sérgio Moro, responsável pelos inquéritos da operação na primeira instância, envie ao STF as investigações que envolvam o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

Brasília - A presidenta Dilma defendeu a permanência do PMDB no governo, durante visita as obras de infraestrutura para operação do Satélite Geoestacionário de Defesa e Comunicações Estratégicas, do Centro de O

Brasília - A presidenta Dilma defendeu a permanência do PMDB no governo, durante visita às obras de infraestrutura para operação do Satélite Geoestacionário de Defesa e Comunicações Estratégicas, do Centro de Operações Espaciais da Aeronáutica José Cruz/Agência Brasil

“Eu considero a decisão do ministro importante porque ela estabelece o primado da lei nas relações dos órgãos que investigam o presidente Lula”, disse a presidenta a jornalistas após visitar as obras de infraestrutura de solo para operação do Satélite Geoestacionário de Defesa e Comunicações Estratégicas, do Centro de Operações Espaciais.

Perguntada se o governo comemorou a decisão, a presidente disse que essa não seria a palavra adequada. “Não acho que a palavra sejam comemorar. Acho que todos os brasileiros devem estar muito preocupados quando os processos investigativos, os processos judiciais, não são feitos dentro da lei. Por que isso? Porque a base do Estado Democrático de Direito é o cumprimento da lei por todos”, respondeu.

A presidenta criticou o vazamento dos diálogos por telefone entre ela e o ex-presidente Lula e disse que a atitude fere os princípios constitucionais da privacidade e a legislação de grampos. “Acho primeiro que foi um absurdo no sentido de que feriu a base do Estado Democrático de Direito e as garantias e direitos constitucionais da Presidência da República”. E completou: “Vazar diálogos pessoais que não fazem parte do conteúdo da investigação é uma violência, é um padrão que não se deve aceitar, não se deve compactuar com ele”.

Perguntada se acredita que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva terá condições de assumir a chefia da Casa Civil, Dilma respondeu que não só acredita como está lutando para tal.

 

Edição: Lílian Beraldo

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique
Últimas notícias
la bombonera, estádio do boca juniors
Esportes

Equipes do futebol argentino voltam a treinos presenciais

Após paralisação de cinco meses causada pela pandemia de coronavírus, 16 das 25 equipes da primeira divisão do país sul-americano retornaram às atividades presenciais.

Programa de Incentivo à Cabotagem, BR do Mar,
Geral

Programa de incentivo marítimo BR do Mar é entregue ao Congresso

O governo entregou hoje o projeto de lei BR do Mar - iniciativa que visa expandir o tráfego marítimo de mercadorias em todo o território nacional.

 

cruzeiro guarani
Esportes

Série B: Cruzeiro vence Guarani por 3 a 2 fora de casa

Segunda rodada também teve triunfos de Juventude, Paraná e Botafogo SP, além do empate entre Brasil de Pelotas e Ponte Preta.

Mega-Sena, loterias, lotéricas
Geral

Mega-Sena acumula e próximo sorteio deve pagar R$ 12,5 milhões

A quina teve 16 acertadores e cada um vai receber R$ 81.484,20. Os 1.545 ganhadores da quadra receberão o prêmio individual de R$ 1.205,49.

 Esculturas de musas na fachada do prédio da sede do Museu Nacional, na Quinta da Boa Vista, zona norte da cidade
Geral

Alerj autoriza repasse de verbas para obras no Museu Nacional

A Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro autorizou o repasse de verbas complementares para a reconstrução do Museu Nacional, destruído por um incêndio em 2018.

O ministro da Economia, Paulo Guedes, fala à imprensa no Palácio do Planalto, sobre os 500 dias de governo
Economia

Guedes diz que não apoia eventual tentativa de furar teto de gastos

O ministro Paulo Guedes reafirmou que não há apoio para uma eventual tentativa de furar o teto de gastos do governo para garantir investimentos públicos no país.