Cunha garante votação de impeachment no domingo

Publicado em 16/04/2016 - 00:57 Por Paulo Victor Chagas e Ivan Richard - Repórteres da Agência Brasil - Brasília

O presidente da Câmara, deputado Eduardo Cunha (PMDB-RJ), garantiu há pouco que a votação da admissibilidade do pedido de impeachment da presidenta Dilma Rousseff ocorrerá no próximo domingo (17). Em decorrência do ritmo lento do transcorrer da fase de debates da proposta, alguns deputados manifestaram preocupação que não fosse possível votar o impeachment no domingo.

Brasília - O presidente da Câmara, Eduardo Cunha, durante discussão do processo de impeachment da presidenta Dilma, no plenário da Casa (Marcelo Camargo/Agência Brasil)

Brasília - O presidente da Câmara, Eduardo Cunha, afirmou que, se necessário, encerrará a fase de discursos dos deputados para que a votação seja iniciada na tarde de domingoMarcelo Camargo/Agência Brasil

Pouco depois da meia noite, após iniciar a quarta sessão deliberativa da fase de discussão do impeachment, Cunha afirmou que, se necessário, encerrará a fase de discursos dos deputados para que a votação seja iniciada na tarde do próximo domingo.

“Não há risco não. A gente faz requerimento de encerramento de discussão e encerra até as 11h [de domingo]”, disse Cunha antes de deixar a Câmara. Pelo cronograma definido por ele, a sexta-feira seria para apresentação da acusação e da defesa, além da fala dos partidos. Já no sábado, seria dada palavra aos deputados que se inscreveram para falar até as 11h de ontem (16), e a votação no domingo.

No entanto, passadas mais de 15h30 de fala dos partidos, apenas nove dos 25 já haviam subido à tribuna.


 

Edição: Fábio Massalli

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique
Últimas notícias
Live Jair Bolsonaro 13.08.2020
Política

Bolsonaro: não existe tentativa de furar o teto de gastos

Bolsonaro defendeu a realização de investimentos públicos em áreas sociais e obras de infraestrutura, mas disse que não existe tentativa de "golpe" para "furar o teto".

A partir de hoje (17) estão liberadas as práticas de esportes coletivos como vôlei, futevôlei, beach tennis e futebol nas praias do Rio de Janeiro.
Geral

Senado aprova auxílio de R$ 600 para trabalhadores do esporte

O Senado aprovou hoje um projeto de lei que regulariza o recebimento do auxílio emergencial por funcionários e atletas do setor de esportes.

Edifício sede do Superior Tribunal de Justiça STJ
Justiça

Ministro do STJ revoga prisão domiciliar de Queiroz e esposa

 Fabrício Queiroz é investigado em um suposto esquema de rachadinha na Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro. 

Vista geral da favela Morro Azul, na zona sul do Rio de Janeiro.
Geral

Rio: 1,4 mil mortes por covid-19 foram em favelas, mostra painel

Número se referem às favelas da capital. O estado do Rio de Janeiro registrou 14.080 óbitos desde a chegada do novo coronavírus no Brasil, dos quais 8.612  na capital.

O TSE aumentou o esquema de segurança para acessar o prédio do tribunal neste domingo
Justiça

TSE adia decisão a respeito de tese sobre abuso de poder religioso

Até o momento, os ministros Alexandre de Moraes e Tarcísio de Carvalho Neto votaram contra a medida. Somente o relator, Edson Fachin, defendeu a tese para punição. 

Escola fechada por cinco dias após relatos de coronavírus.
Justiça

TJRJ determina que escolas se preparem para retorno, mesmo em greve

Decisão diz que 70% dos funcionários do administrativo devem retornar ao trabalho presencial, mesmo durante a greve, para prepararem a volta às aulas.