Presidente interino Rodrigo Maia despacha no Palácio do Planalto

Publicado em 01/09/2016 - 11:02 Por Pedro Peduzzi – Repórter da Agência Brasil - Brasília

Brasília - O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia, fala à imprensa (Antonio Cruz/Agência Brasil)

Brasília - O presidente interino, deputado Rodrigo Maia, tem agenda hoje no Palácio do PlanaltoAntonio Cruz/Agência Brasil

Com a conclusão do processo de impeachment da agora ex-presidenta Dilma Rousseff e a viagem do presidente  Michel Temer à China, o presidente da Câmara, deputado Rodrigo Maia, passou a ocupar, de forma interina, o mais alto posto da política brasileira como presidente interino. Maia chegou pouco antes das 10h de hoje (1º) ao Palácio do Planalto para uma agenda que inclui encontro com o ex-advogado-geral da União, Luis Inácio Adams, às 15h30. Foi cancelada a audiência que Maia teria às 11h com a ministra do Supremo Tribunal Federal (STF), Carmem Lúcia,

Pela manhã, o presidente interino recebeu os deputados federais Valdir Maranhão (PP-MA), Antonio Imbassahy (PSDB-BA) e Rubens Bueno (PPS-PR), além de parlamentares do DEM.

Às 17h30, Maia participará da posse da ministra Laurita Vaz e do ministro Humberto Martins, nos cargos de presidente e vice-presidente, respectivamente, do Superior Tribunal de Justiça (STJ). As posses serão no plenário do STJ.

Temer a caminho na China

O presidente Michel Temer encontra-se a caminho da China, em sua primeira viagem oficial, para participar da reunião de cúpula do G20 e de encontros bilaterais com empresários e chefes de Estado. A expectativa é que ele presencie o encerramento de um seminário previsto para 2 de setembro, em Xangai, com empresários brasileiros e investidores chineses.

Nas reuniões com investidores estrangeiros – e nos encontros bilaterais que deverá ter com os líderes da China (Xi Jinping), da Espanha (Mariano Rajoy) e da Itália (Matteo Renzi), além do príncipe da Arábia Saudida (Mohammed Bin Nayef –, Temer pretende sinalizar que o Brasil está retomando sua atividade econômica e, assim, transmitir a ideia de que o país é seguro para receber investimentos.

(*) Texto alterado às 11h15 para acréscimo de informações

Edição: Kleber Sampaio

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique
Últimas notícias