Brasil e Japão assinam acordo para investimentos em infraestrutura

Grupo de trabalho vai debater a parceria entre os dois países

Publicado em 19/10/2016 - 12:38 Por Pedro Peduzzi - Repórter da Agência Brasil - Brasília

Tóquio / Japão - Presidente Michel Temer durante jantar oferecido pelo primeiro-ministro do Japão, Shinzo Abe (Beto Barata/PR)

Tóquio - Presidente Temer durante jantar oferecido pelo primeiro-ministro do Japão, Shinzo Abe Beto Barata/PR

O presidente brasileiro Michel Temer e o primeiro-ministro japonês, Shinzo Abe, assinaram hoje (19), em Tóquio, um Acordo de Cooperação Para a Promoção de Investimentos em Infraestrutura. O acordo prevê a criação de um grupo de trabalho para debater a parceria entre os dois países e inclui os setores de transporte e logística, tecnologia da informação e de comunicações e energia. A visita de Temer ao Japão incluiu também um encontro com empresários e investidores.

A ideia é que, pelo menos uma vez por ano, os integrantes desse grupo de trabalho se reúnam para implementar e discutir ações visando o fortalecimento da cooperação bilateral. Pelo lado brasileiro, o grupo será coordenado pelo Departamento de Promoção Comercial e Investimentos do Ministério das Relações Exteriores e pela Secretaria de Assuntos Internacionais do Ministério do Planejamento, Desenvolvimento e Gestão.

“Estamos aqui para revelar um novo Brasil. Usamos a expressão recomeço para [expressar] a situação que encontramos ao assumir o governo”, disse Temer durante o encontro com empresários, frisando que “o Brasil é grande. Não só um grande mercado consumidor, mas também um grande centro de produção e de oportunidades”.

Ele ressaltou, no entanto, que não basta ao Brasil "ser grande" para atrair investimentos. “É preciso ser grande com estabilidade institucional e segurança jurídica. E é exatamente isso o que vivemos de uns dois meses para cá. Tivemos um pequeno período um pouco mais agitado, mas [onde foram] cumpridas todas as normas constitucionais e sem nenhuma instabilidade de natureza institucional. Passado esse momento, é revelada a importância do contexto de responsabilidade macroeconômica. O primeiro passo é o equilíbrio nas contas públicas”, disse.

A política monetária brasileira também foi destacada por Temer no encontro. “Temos um inabalável compromisso com a estabilidade dos preços. Aliás, o pré anúncio da inflação para o ano que vem [já] é bem menor do que a inflação deste ano. Estamos no caminho certo, porque tivemos em setembro a menor inflação para o mês desde 1988. A inflação foi de 0,08%. Estamos assegurando um ambiente que é precondição para a prosperidade do país”.

Temer informou ao primeiro-ministro japonês que pretende retirar do governo brasileiro e repassar para o mercado a responsabilidade pela fixação de taxas para a abertura de investimentos. Shinzo Abe, por sua vez, disse que políticas de abertura de mercado reforçam o interesse das empresas japonesas em investir no Brasil.

“O Brasil é um país de 200 milhões de pessoas e representa enorme mercado. Políticas econômicas de abertura podem tornar esse mercado ainda mais atraente. Para as empresas japonesas, o Brasil representa oportunidade principalmente na área de infraestrutura”, disse o primeiro ministro.

De acordo com o Planalto, o avião de Temer decolou do Japão por volta das 11h30 de hoje (horário de Brasília). A previsão é que ele chegue no início da tarde de amanhã (20) em Brasília.

Edição: Augusto Queiroz

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique
Últimas notícias
O presidente Jair Bolsonaro fala à imprensa no Palácio da Alvorada
Política

Bolsonaro nomeia mais dois membros para a Comissão de Ética Pública

A comissão é composta por sete integrantes que tem mandato de três anos, permitida uma única recondução.

Geral

Prefeitura do Rio de Janeiro autoriza volta de eventos corporativos

De acordo com a prefeitura, até o momento as avaliações permitiram a antecipação de três setores da economia: os shoppings, o comércio de rua e agora os eventos de negócios.

Outbreak of the coronavirus disease (COVID-19), in Sao Paulo
Geral

São Paulo interdita 75 bares nos primeiros dias de abertura noturna

Além do horário, a fiscalização também tem observado se estão sendo colocadas mesas na calçada. A desinterdição deve ser solicitada na subprefeitura da região.

Moeda Nacional, Real, Dinheiro, notas de real,Cédulas do real
Economia

IGP-M sobe 1,46% na primeira prévia de agosto

Nos primeiros dez dias de julho, a taxa ficou em 1,18%. O Índice de Preços ao Produtor Amplo (IPA) e o Índice Nacional de Custo da Construção (INCC) respondem pela aceleração do IGP-M na prévia do mês.

Testes para detecção do Covid-19
Esportes

Covid-19: Corinthians recusa Einstein após atraso com exames do Goiás

Jogo ontem (9) foi suspenso em cima da hora devido a resultados positivos no Esmeraldino. Timão anuncia que recorrerá a "laboratório de confiança"  usado no Estadual. 

Sala de aula
Educação

Alunos do ensino médio público voltam às aulas presenciais no Amazonas

Cerca de 110 mil estudantes de 123 escolas da rede pública do estado devem retornar às salas de aula. Distanciamento social, uso correto de máscaras e aferição de temperatura são medidas obrigatórias.