Ministro da Fazenda explica reforma da Previdência a deputados

Publicado em 08/03/2017 - 10:58 Por Kelly Oliveira - Repórter da Agência Brasil - Brasília

Brasília - Ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, durante coletiva sobre o acordo que prevê empréstimos ao Rio de Janeiro no valor de R$ 6,5 bilhões (Valter Campanato/Agência Brasil)

O ministro Henrique Meirelles disse que a reforma da Previdência, se for muito diluída, “não resolve o problema” Valter Campanato/Agência Brasil

O ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, disse hoje (8) que fazer uma reforma da Previdência “muito diluída para não apresentar resistência, não resolve o problema”.  Ele participa de reunião com a bancada do PSD na Câmara dos Deputados.

A primeira parte do encontro foi aberto à imprensa. Depois, o ministro e o secretário da Previdência Social, Marcelo Caetano, ficaram em reunião fechada com os deputados para responder dúvidas.

Meirelles argumentou que as despesas com benefícios previdenciários estão crescendo de forma insustentável. De acordo com os números apresentados pelo ministro da Fazenda, em 1991 os gastos do governo com benefícios previdenciários correspondiam a 3,3% do Produto Interno Bruto (PIB), a soma de todas as riquezas produzidas no país. Atualmente, esse percentual é de 8,1% e, se não houver reforma, chegará a 17,2% em 2060.

Risco Brasil

“Isso impacta no longo prazo porque os investidores olham as perspectivas. Se [eles] acharem que o estado vai ter problema de solvência, as pessoas começam a se preocupar em investir em títulos do governo, isso se chama risco Brasil, isso se chama subir as taxas de juros”, disse o ministro.

Meirelles citou a situação fiscal do estado do Rio de Janeiro, que terá que aumentar a contribuição previdenciária dos servidores públicos e fazer privatização para aderir ao plano de recuperação. “O que temos que fazer é evitar que o estado brasileiro chegue a essa situação que chegou o Rio de Janeiro”, disse. Hoje, o ministro se reúne também com as bancadas do PRB e do PP.

(*) Texto alterado às 11h26 para acréscimo de informações

Edição: Kleber Sampaio

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique
Últimas notícias
Governo de São Paulo inicia testes com vacina contra o novo coronavírus.
Saúde

São Paulo usa Metrô para vacinar adultos e crianças 

Não é necessário apresentar carteirinha de vacinação. Em todas as estações do Metrô de São Paulo, a campanha estará na área livre do mezanino. Vacinas evitam diversas doenças.

O ministro Gilmar Mendes, durante a segunda parte da sessão de hoje (23) para julgamento sobre a validade da prisão em segunda instância do Supremo Tribunal Federal (STF).
Justiça

Gilmar Mendes suspende efeitos de veto sobre uso máscara em presídios

A decisão suspende “apenas os efeitos dos vetos feitos por meio de republicação, após o prazo de 15 dias para o exercício da deliberação executiva sobre o projeto de lei”, diz STF.

Cataratas do Iguaçu em Foz do Iguaçu/PR
Geral

Parque Nacional do Iguaçu retoma atividades a partir de hoje

Entre as medidas obrigatórias para acessar a unidade de conservação estão a redução da capacidade do local, aferição da temperatura, o distanciamento entre as pessoas e uso correto da máscara.

IDOR, Laís, ação, fachada, lagoa, maquinário, outubro rosa, pesquisa, pesquisadores, áreas internas
Saúde

Ministério da Saúde financiará pesquisas em terapias avançadas

Serão disponibilizados R$ 47,2 milhões para o  desenvolvimento de tecnologia nacional em terapia celular, terapia gênica e tecido artificial.

Sede da Polícia Federal em Brasília
Geral

Polícia Federal faz operação para repressão de pedofilia na internet

De acordo com a Polícia Federal, até o momento não há suspeita da participação da esposa do detido e nem da mãe das vítimas. As investigações apuram se as fotos eram vendidas ou trocadas na deep web.

Os trabalhadores da montadora Fiat Chrysler Automobiles constroem um modelo Argo 2020, em meio à disseminação da doença por coronavírus (COVID-19), na fábrica de montagem em Betim
Economia

Produção industrial cresce 8,9% de maio para junho

É a segunda alta consecutiva do indicador, que já havia registrado expansão de 8,2% em maio. Foi também foi a maior taxa de crescimento desde junho de 2018 (12,5%).