João Santana e Mônica Moura assinam acordo de delação com a PGR

Publicado em 04/04/2017 - 13:00 Por André Richter – Repórter da Agência Brasil - Brasília

O publicitário João Santana e sua mulher, Mônica Moura, assinaram acordo de delação premiada com a Procuradoria-Geral da República (PGR). O anúncio foi feito hoje (4) pelo vice-procurador eleitoral, Nicolao Dino, durante o início do julgamento da chapa Dilma-Temer no Tribunal Superior Eleitoral (TSE). O casal foi responsável pelo marketing da campanha de Dilma nas eleições de 2010 e 2014.

Apesar de estar em sigilo, a informação foi anunciada para justificar a inclusão de depoimentos do casal de publicitários no processo em que o PSDB pede a cassação da chapa.

"Se afigura não menos importante que se inquiram também o senhor João Santana, a senhora Mônica Moura e o senhor André Santana [auxiliar do casal]. Digo isso, diante da recentíssima notícia de que as pessoas agora nominadas celebraram acordo de colaboração premiada com a Procuradoria-Geral da República, acordo este que se encontra submetido ao Supremo Tribunal Federal", disse Dino.

Santana e Mônica Moura foram presos na 23ª fase da Operação Lava Jato, em fevereiro do ano passado por determinação do juiz federal Sérgio Moro, mas foram soltos após pagarem fiança de R$ 31,4 milhões e ficarem proibidos atuar em campanhas eleitorais até uma nova decisão sobre o caso.

Durante as investigações, em depoimento ao juiz, Mônica Moura, que era responsável pela parte financeira da empresa de marketing do casal, informou que recebeu US$ 4,5 milhões em uma conta off shore na Suíça. Segundo Mônica, o repasse era referente a uma dívida por serviços prestados ao PT durante a campanha da presidenta Dilma Rousseff, em 2010. A empresa do casal fez o trabalho de marketing político da campanha.

Após o depoimento, o PT declarou que todas as “operações do partido foram feitas dentro de legalidade”. O partido também ressaltou que as contas de campanha eleitoral de 2010 foram aprovadas pela Justiça Eleitoral.

Edição: Maria Claudia

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique
Últimas notícias
psg neymar
Esportes

PSG vence Atalanta no fim e vai à semifinal da Liga dos Campeões

Brasileiro Neymar tem atuação decisiva, participando diretamente dos dois gols da equipe da capital francesa.

Geral

PF fecha dois bingos clandestinos no centro do Rio de Janeiro

Em um dos endereços, localizado na zona portuária, foram apreendidas 30 máquinas caça níqueis. Em outro local, na Cinelândia, foram apreendidas outras 24 máquinas.

O presidente Jair Bolsonaro faz  declaração à imprensa na área externa do Palácio da Alvorada
Política

Bolsonaro, Maia e Alcolumbre defendem teto de gastos em pronunciamento

"Resolvemos, então, com essa reunião, direcionar mais ainda nossas forças para o bem comum daquilo que todos nós defendemos", disse o presidente Jair Bolsonaro.

Governo do DF suspende aulas para evitar ampliação de casos do novo corona vírus.
Justiça

Justiça mantém suspensão de aulas presenciais na rede privada do DF

Com a decisão, o retorno continua proibido até o julgamento de uma ação civil pública que está em tramitação na 6ª Vara do Trabalho de Brasília. As aulas estão suspensas desde 11 de março.

Sessão temática no Senado sobre a Petrobras
Justiça

José Serra: Lava Jato pede que Justiça retome tramitação de ação

A ação foi suspensa, no final de julho, pela 6ª Vara Criminal Federal após uma liminar do STF ter determinado a paralisação das investigações contra o senador e sua filha. 

Fase 5 da flexibilização no Rio de Janeiro libera vendedores ambulantes nas praias
Saúde

Crivella diz que fará consulta à população sobre agendamento em praias

O objetivo do agendamento é evitar aglomerações nas areias, começando pela Praia de Copacabana. Prefeitura quer saber avaliação da população sobre iniciativa.