Bretas concede prisão domiciliar a ex-subsecretário do Rio preso na Lava Jato

Publicado em 12/09/2017 - 18:08 Por Vladimir Platonow - Repórter da Agência Brasil - Rio de Janeiro

O juiz Marcelo Bretas, da 7ª Vara Federal Criminal, responsável pelos processos da Operação Lava Jato e seus desdobramentos no Rio de Janeiro, concedeu prisão domiciliar a Luiz Carlos Veloso, ex-subsecretário estadual de Turismo do governo Luiz Fernando Pezão. Ele estava preso desde março, acusado de envolvimento em esquema de recebimento de propina de construturas da Linha 4 do metrô.

Em sua decisão, Bretas considerou que Veloso estava colaborando com a Justiça e que não havia mais necessidade de sua prisão provisória. No entanto, o juiz não aceitou o pedido da defesa de revogação da prisão preventiva, e decidiu pelo regime de prisão domiciliar.

Veloso admitiu que por quatro vezes recebeu altas somas de dinheiro das construturas Odebrecht e Carioca Engenharia, em valores superiores a R$ 300 mil, mas disse que ficou com apenas parte deste total, entre R$ 80 mil e R$ 100 mil. O ex-subsecretário admitiu que tinha ciência de que se tratava de dinheiro ilícito.

Edição: Luana Lourenço

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique
Últimas notícias