PF abre inquérito para investigar fake news envolvendo candidatos

Publicado em 20/10/2018 - 14:45 Por Luciano Nascimento - Repórter da Agência Brasil - Brasília

A Polícia Federal (PF) instaurou hoje (20) inquérito para investigar a disseminação de mensagens pelo WhatsApp referentes aos candidatos à Presidência da República.

O pedido de abertura de investigação foi feito pela procuradora-geral da República, Raquel Dodge. Ela  quer que a PF apure o possível uso de esquema profissional por parte das campanhas, com o propósito de propagar notícias falsas, as chamadas fake news.

Esta semana, jornais publicaram matérias segundo as quais empresas de marketing digital, custeadas por empresários que apoiam o candidato à Presidência, Jair Bolsonaro, estariam disseminando conteúdo em milhares de grupos do aplicativo.

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) também abriu processo, depois de ação ajuizada pela candidatura de Fernando Haddad (PT) na quinta-feira (18).

Ao rebater as acusações, pelo Twitter, Jair Bolsonaro afirmou que não tem controle sobre apoios voluntários e afirmou que o PT não está sendo prejudicado por fake news, mas pela “verdade”.

As matérias dos jornais apontaram uma rede de empresas contratadas para efetuar os disparos em massa.

Os contratos, que chegariam a R$ 12 milhões, seriam bancados por empresários próximos ao candidato.

Para a procuradora Raquel Dodge, o quadro de possível interferência na formação de opinião dos eleitores com atuação dessas empresas com mensagens que podem caracterizar ofensas aos dois candidatos “afronta a integridade do processo eleitoral”.

Edição: Kleber Sampaio

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique
Últimas notícias
Ensino a distância cresce mais que presencial
Educação

MEC autoriza aulas a distância em escolas técnicas federais de ensino

Instituições que optarem por suspender aulas presenciais deverão repô-las integralmente e poderão alterar calendários escolares, inclusive recessos e férias.

A Polícia Federal prende o banqueiro Eduardo Plass em nova etapa da Operação Hashtag, desbodramento da Lava Jato no Rio de Janeiro.
Geral

Polícia Federal faz operação contra fraudes nos Correios

Cargas eram distribuídas no fluxo postal sem faturamento ou com faturamento inferior, dando prejuízo de R$ 94 milhões aos Correios. Foram expedidos mandados de afastamento de funcionários.

Governo de São Paulo inicia testes com vacina contra o novo coronavírus.
Saúde

São Paulo usa Metrô para vacinar adultos e crianças 

Não é necessário apresentar carteirinha de vacinação. Em todas as estações do Metrô de São Paulo, a campanha estará na área livre do mezanino. Vacinas evitam diversas doenças.

O ministro Gilmar Mendes, durante a segunda parte da sessão de hoje (23) para julgamento sobre a validade da prisão em segunda instância do Supremo Tribunal Federal (STF).
Justiça

Gilmar Mendes suspende efeitos de veto sobre uso máscara em presídios

A decisão suspende “apenas os efeitos dos vetos feitos por meio de republicação, após o prazo de 15 dias para o exercício da deliberação executiva sobre o projeto de lei”, diz STF.

Cataratas do Iguaçu em Foz do Iguaçu/PR
Geral

Parque Nacional do Iguaçu retoma atividades a partir de hoje

Entre as medidas obrigatórias para acessar a unidade de conservação estão a redução da capacidade do local, aferição da temperatura, o distanciamento entre as pessoas e uso correto da máscara.

IDOR, Laís, ação, fachada, lagoa, maquinário, outubro rosa, pesquisa, pesquisadores, áreas internas
Saúde

Ministério da Saúde financiará pesquisas em terapias avançadas

Serão disponibilizados R$ 47,2 milhões para o  desenvolvimento de tecnologia nacional em terapia celular, terapia gênica e tecido artificial.