Futuro governo recebe com "naturalidade" pesquisa CNI/Ibope

Assessores dizem que dados mostram que promessas estão sendo cumpridas

Publicado em 13/12/2018 - 12:56 Por Carolina Gonçalves - Repórter da Agência Brasil - Brasília

No Centro Cultural Banco do Brasil (CCBB), em Brasília, a equipe do futuro governo recebeu com “naturalidade” o resultado da pesquisa CNI/Ibope divulgada hoje (13). A pesquisa aponta que 75% dos brasileiros acreditam que o presidente eleito, Jair Bolsonaro, está no caminho certo em relação às decisões tomadas até o momento.

Integrantes da equipe de Bolsonaro reafirmaram que há uma expectativa da população por melhoria da qualidade de vida. O sentimento, no primeiro andar do prédio onde fica a equipe de transição desde 5 de novembro, é o de que as promessas feitas ao longo da campanha estão sendo cumpridas.

Bolsonaro manteve, em conversas recentes com bancadas parlamentares, o discurso de uma mudança da política do “toma lá dá cá” e que “não lotearia” a administração do país. Outro ponto,segundo os assessores, que reforça que os eleitores estão sendo “atendidos” é a série de conversas com bancadas em torno de temas considerados prioritários pelo futuro governo, como a própria indicação de perfis mais técnicos para o comando das pastas e a redução do número de ministérios, de 29 para 22.

A pesquisa CNI/Ibope mostra que 64% dos brasileiros têm expectativa de que o governo Bolsonaro será ótimo ou bom. Conforme o levantamento, dois em cada três brasileiros acreditam que a situação econômica do país vai melhorar em 2019, enquanto parcela similar espera que a própria vida vai melhorar ou melhorar muito no próximo ano.

Cerca de quatro em cada dez brasileiros (43%) acreditam que a segurança pública está entre os principais problemas que vão melhorar no primeiro ano de governo do presidente eleito. Em seguida, aparecem a corrupção (37%) e o desemprego (36%).

Edição: Carolina Pimentel

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique
Últimas notícias
Apostadores fazem fila em casa lotérica. A Caixa Econômica Federal sorteia hoje (08) as seis dezenas do concurso 2.149 da Mega-Sena acumulada, que deve pagar um prêmio de R$ 170 milhões.
Geral

Mega-Sena sorteia neste sábado prêmio de R$ 6,5 milhões

As apostas podem ser feitas até as 19h (horário de Brasília) nas casas lotéricas credenciadas pela Caixa em todo o país ou pela internet. O volante, com seis dezenas marcadas, custa R$ 4,50.

O ministro das Cidades, Alexandre Baldy apresenta o Plano Nacional de Redução de Mortes e Lesões no Trânsito, Pnatrans.
Justiça

Gilmar Mendes determina soltura de Alexandre Baldy

Baldy teve a prisão temporária decretada pela primeira instância da Justiça Federal na Operação Dardanários, que apura fraudes em contratações da Secretaria de Saúde do Rio de Janeiro.

Geral

Ilha Grande reabre para o turismo no próximo dia 14

Município fluminense só receberá turistas com reservas em hospedagens. Hotéis, pousadas e restaurantes podem ter até 50% da capacidade ocupada.

Chuteiras de jogadores em treino
Esportes

Agência Brasil oferece novidade para amantes de esportes

Página tem tabelas das principais competições do planeta, de modalidades como futebol, surfe, automobilismo e e-sports. Vôlei e basquete devem entrar depois, com reinício de torneios.

Fachada da Caixa Econômica Federal
Economia

Caixa abre 770 agências hoje para beneficiários do auxílio emergencial

A Caixa garantiu que todas as pessoas que comparecerem às agências serão atendidas no mesmo dia. A mesma orientação é válida para o atendimento realizado de segunda a sexta-feira.

Geral

Francis Hime sente saudades da parceria com Chico Buarque

"Chico é um grande amigo, adoro ele, gosto muito mesmo, tenho muitas saudades daquele tempo”, disse Francis Hime durante entrevista ao programa Roda de Samba, da Rádio Nacional.