Governo fará balanços periódicos para acompanhar cumprimento de metas

O anúncio foi feito pelo ministro Onyx Lorenzoni

Publicado em 11/04/2019 - 11:58 Por Pedro Peduzzi, Ana Cristina Campos e Andreia Verdélio - Repórteres da Agência Brasil - Brasília

O governo federal fará balanços periódicos a fim de acompanhar de perto o cumprimento de metas, a exemplo do que fez hoje (11), em cerimônia alusiva aos 100 primeiros dias do governo Jair Bolsonaro. Segundo o ministro-chefe da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, a ideia é continuar avançando em pontos como o do chamado “revogaço”, a extinção de cargos de comissão, a criação de um comitê interministerial de combate à corrupção, e o portal único do governo na internet.

Onyx reiterou o desejo brasileiro por integrar a Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE). Segundo ele, desde a transição o governo vem adotando como norma de organização, planejamento e método as normas de governança pública desenvolvidas pelo Tribunal de Contas da União (TCU), que têm referência na OCDE.

O presidente Jair Bolsonaro, participa da cerimônia dos 100 dias de governo
Presidente Jair Bolsonaro e ministros participam da cerimônia dos 100 dias de governo - Antonio Cruz/ Agência Brasil

“O que assistimos nesse balanço é a aplicação de um modelo de governança publica que difere de todos que o antecederam. É um modelo de governança que se equipara às principais 34 nações do mundo, que é exigência para os países que querem ser membros da OCDE”, disse o ministro.

Segundo ele, o governo estabeleceu “planejamento e método de atuação que farão com que periodicamente, no intervalo de 100 dias, possamos mostrar os resultados obtidos”.

Ao estabelecer essas metas, acrescentou Onyx, o governo traz, para si, a obrigatoriedade de cumprimento dessas mesmas metas. "A partir de hoje, vamos trabalhar com plano diretor, que vai abraçar todos os 22 ministérios, de governança pública, para dar mais condições ainda de que as entregas sejam feitas com qualidade e eficiência”.

Unificação

O ministro lembrou que além de cumprir metas já propostas, o governo assinou, durante a cerimônia, decretos e projetos de leis que caminham nesse sentido, de forma a mostrar a preocupação que tem em caminhar para a diminuição do seu tamanho, bem como para a reduzir os níveis hierárquicos, e centralizar as unidades de compras e aquisição. “Tudo com o objetivo de um governo eficiente, enxuto e aberto para o acesso pelo cidadão brasileiro”, acrescentou.

“Por isso foi assinado o termo de unificação de todas as áreas de acesso pela internet para que haja um portal único de acesso, a partir de qualquer ponto do Brasil. Isso reafirma a meta apresentada, de um governo 100% digital”, completou.

O presidente Jair Bolsonaro, participa da cerimônia dos 100 dias de governo
Presidente Jair Bolsonaro e os ministros Onyx Lorenzoni e Hamilton Mourão participam da cerimônia dos 100 dias de governo - Antonio Cruz/ Agência Brasil

Onyx destacou também o ato assinado pelas pastas de Agricultura e Saúde, juntamente com a Controladoria-Geral da União (CGU), no sentido de implantar as duas primeiras unidades de integridade e combate à corrupção na Esplanada dos Ministérios.

“Será uma experimentação, em quatro ou cinco meses. Após a aplicação e a vivência dessas unidades, que têm como fundamento trazer os princípios do compliance [leis e normas anticorrupção]; princípios que regem a integridade e transformam a cultura interna. Não adianta apenas as autoridades se dedicarem ao combate a desvios e corrupção, se não mudarmos a cultura de todos aqueles que tratam com a coisa pública”, justificou o ministro.

Edição: Fernando Fraga

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique
Últimas notícias
Um membro do exército libanês é visto na área do porto, danificado após uma explosão em Beirute, Líbano, em 10 de agosto de 2020
Política

Bolsonaro nomeia integrantes de delegação brasileira que vai a Beirute

Entre os integrantes da delegação estão o ex-presidente Michel Temer, os senadores Nelson Trad Filho e Luiz Pastore, e o presidente da Fiesp, Paulo Skaf.

Londrina x Criciúma
Esportes

Empates fecham primeira rodada da Série C

Boa Esporte empatou em 2 a 2 com Volta Redonda, e Londrina (Paraná) também ficou na igualdade, mas sem gols, com o Criciúma.

Rio de Janeiro - O ex-secretário municipal de Obras Alexandre Pinto é preso preventivamente pela Polícia Federal na Operação Rio 40 Graus (Tânia Rêgo/Agência Brasil)
Justiça

Rio: ex-secretário municipal de obras é condenado a 23 anos de prisão

Alexandre Pinto foi condenado a 23 anos de prisão por fraudes na licitação da obra da Transcarioca, via construída para Copa do Mundo 2014 e Olimpíadas 2016.

Fiocruz inaugura Unidade de Apoio ao Diagnóstico da Covid-19 no Rio
Saúde

Anvisa autoriza mudanças em teste da vacina de Oxford

Alteração permite a aplicação de uma dose de reforço, totalizando duas doses em vez de uma, como originalmente proposto. Medida é devida a estudos que mostram mais eficácia.

Higienização da bola antes do retorno do da Copa do Nordeste, após paralisação por conta da covid-19
Esportes

CBF anuncia novo protocolo de testes para coronavírus

Mudança acontece após primeira rodada do Brasileiro, na qual a partida entre São Paulo e Goiás foi adiada um pouco antes do início por conta de casos de coronavírus no elenco do Esmeraldino.

Fiocruz inaugura Unidade de Apoio ao Diagnóstico da Covid-19 no Rio
Saúde

Rio registra 28 mortes e 1.166 novos casos de covid-19 em um dia

Estado acumula mais de 180 mil casos da doença e mais de 14.108 mil mortes. São 28.909 pessoas pessoas internadas por covid-19, sendo que 11.494 em UTI.