Petrobras paralisa obras no complexo petroquímico do Rio e no gasoduto Rota 3

Obras em gasoduto no Rio de Janeiro são paralisadas

Publicado em 17/04/2020 15:57 Por Tâmara Freire - Rio de Janeiro

A Petrobras decidiu paralisar temporariamente parte da construção do gasoduto Rota 3 e da unidade de processamento de gás do Complexo Petroquímico do Rio de Janeiro, o Comperj.  A medida foi tomada para atender a um ofício da prefeitura de ItaboraíK, na região metropolitana, onde fica o Comperj.

O município solicitou a interrupção de 70% das atividades do empreendimento como medida de contenção do contágio por coronavírus. Outros 30% do contingente permanecem no canteiro de obras, enquanto outros 4 mil trabalhadores foram afastados temporariamente, com adoção de trabalho remoto, nas áreas que permitem essa mudança.

A Petrobras informou ainda que com a diminuição das atividades,  o cronograma precisará ser reavaliado.

O projeto do gasoduto, chamado de Rota 3,  visa a criar mais um caminho para escoamento do gás natural produzido na camada do pré-sal, ligando o pólo de gás da Bacia de Santos à Unidade de Processamento de Gás Natural.

Essa unidade terá capacidade de processar até 21 milhões de metros cúbicos do produto por dia.

No entanto, a sua construção também foi afetada pela paralisação dos trabalhos.

O Comperj começou a ser construído em 2008, com previsão de entrar em operação em quatro anos. Desde então, foram várias paralisações, a principal delas provocada pela Lava Jato, que colocou sob suspeição diversas empreiteiras do país, inclusive encarregadas do projeto, além de afetar os investimentos da Petrobras.

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique