Nova decisão judicial mantém comércio fechado em Goiânia

Nova decisão judicial mantém comércio fechado em Goiânia

Publicado em 03/07/2020 18:50 Por Dayana Vítor - Brasília

A disputa judicial sobre a reabertura do comércio em algumas cidades de Goiás ganhou mais um capítulo. Agora, as atividades econômicas na capital, Goiânia, devem funcionar de forma alternada: ficam abertas por 14 dias e depois fecham pelo mesmo período.


Isso porque o desembargador Walter Carlos Lemes, do Tribunal de Justiça de Goiás, suspendeu nesta sexta-feira duas decisões liminares que permitiam o retorno das atividades econômicas.


Essa decisão judicial partiu de um pedido do Ministério Público de Goiás, devido à situação da Covid-19 no estado. Até o momento, já são mais de 26 mil casos e 540 mortes em todas as cidades goianas.


A guerra de liminares na Justiça sobre a reabertura do comércio tem deixado os moradores de Goiânia preocupados. A técnica de segurança do trabalho Cybele Tosta acredita que essa sucessão de liminares não é boa para ninguém.


A jornalista Jordanna Lacerda afirma que a situação do comércio em Goiânia está quase insustentável, mas acredita que medidas de contenção são importantes.


O Sindicato do Comércio Varejista no Estado de Goiás e a Associação das Empresas do Mercado Imobiliário de Goiás afirmaram que vão recorrer da decisão da Justiça que determina o funcionamento do comércio de forma alternada.

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique