Obras de Oscar Niemeyer são tombadas em definitivo pelo Iphan

Com o tombamento, edificações passam a ficar sob a vigilância do Iphan

Publicado em 23/04/2021 - 10:35 Por Kariane Costa - Repórter da Rádio Nacional - Brasília

Após 14 anos do início do processo, 27 obras do arquiteto Oscar Niemeyer no Distrito Federal, incluindo os edifícios do Distrito Federal, como o Congresso Nacional, Supremo Tribunal Federal, além dos palácios do Jaburu, Alvorada e da Justiça foram tombados em definitivo pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan).

Em 2007, o próprio Niemeyer encaminhou às autoridades uma lista de obras que deveriam ser tombadas na capital do país. Na prática , quando é tombado o bem passa a ser protegido pelas autoridades, que ficam responsáveis pela manutenção, impedindo que os prédios e monumentos sejam destruídos ou descaracterizados.

Com o tombamento, as obras escolhidas ficam sob a vigilância do Iphan. Qualquer intervenção nessas obras e no seu entorno devem ser autorizadas pelo órgão.

O historiador e coordenador técnico do Iphan,  Thiago Perpétuo,  explica que o processo de tombamento, como o do conjunto de prédios em Brasília, é complexo e pode levar anos para ser concluído. Mas Thiago lembra que isso não significa que os monumentos estavam desprotegidos.

Um dos maiores arquitetos do país, e nome de destaque na  moderna arquitetura brasileira, Oscar Niemeyer morreu em 2012. Ele foi responsável por mais de 200 obras no Brasil e no exterior.

O conjunto de edificações agora protegido está em quatro cidades: Rio de Janeiro, Niterói, São Paulo e Brasília. Em São Paulo, por exemplo, está o conjunto projetado para o Parque do Ibirapuera, que inclui os palácios das Artes, das Nações, dos Estados, da Indústria e o da Agricultura, além da Grande Marquise.

Já no Rio de Janeiro, está a Passarela do Samba e a Casa das Canoas, projetada originalmente para ser a residência de Niemeyer. Em Brasília está a maior parte dos bens tombados, que inclui os blocos ministeriais, Teatro Nacional, Memorial JK e Memorial dos Povos Índígenas.

Edição: Roberto Piza / Nathália Mendes

Últimas notícias
Cultura

Escola de samba Portela se torna patrimônio imaterial e cultural

A maior campeã da história do Carnaval carioca, com 22 títulos, a Portela se tornou patrimônio imaterial e cultural do estado do Rio de Janeiro.

Baixar arquivo
Saúde

Surto de gripe no RJ lota unidades de pronto atendimento

Para especialistas, a baixa cobertura vacinal contra a gripe, nos dois anos de pandemia de coronavírus, fez com que a doença ganhasse espaço. Agora, com a circulação do vírus da gripe, o que se vê são pessoas relatando sinais de febre e dor no corpo.

Baixar arquivo
Saúde

Governo vai passar a exigir quarentena para viajantes não vacinados

De acordo com o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, após o período de quarentena definido, os viajantes deverão apresentar um teste do tipo PCR negativo.

Baixar arquivo
Economia

Empregadores devem quitar parcelas suspensas do FGTS até hoje

Devem ser pagas todas as parcelas em aberto e, para evitar o acréscimo de encargos e multa, a Caixa alerta que a quitação deve ser feita dentro do prazo. A falta do recolhimento impede o empregador de emitir o Certificado de Regularidade do FGTS.

Baixar arquivo
Economia

Cepal aponta recuperação do comércio na América Latina e Caribe no ano

Essa recuperação, no entanto, não será igual em todos os países da América Latina e do Caribe, por causa das incertezas provocadas pela pandemia do novo coronavírus.

Baixar arquivo
Pesquisa e Inovação

Governo assina contratos de concessão do 5G

Além de deixar a velocidade da internet cerca de 100 vezes mais rápida em comparação ao 4G, a tecnologia é capaz de integrar pessoas e objetos - a chamada tecnologia das coisas.

Baixar arquivo