Câmara discute novos meios para punir racismo virtual

Publicado em 30/11/2015 - 09:30 Por Victor Ribeiro - Brasília

Entre os diversos usos da internet, um tem ganhado destaque: denunciar nas redes sociais. A modelo Nayce Samara publicou um vídeo no Facebook, logo após ser vítima de racismo, no dia 3 de outubro.

 

Ela voltava para casa em Ceilândia, no Distrito Federal, quando duas mulheres fizeram agressões verbais dentro do ônibus. Nayce conta que decidiu postar um vídeo com a denúncia porque se sentiu muito humilhada. 

 

Após publicar o vídeo, Nayce foi vítima de novas ofensas, dessa vez virtuais, mas recebeu muito apoio.

 

O jurista Paulo Rená foi um dos colaboradores do Marco Civil da Internet e destaca que o direito de ser respeitado está acima da liberdade de expressão.

 

Se você pensou em publicar alguma coisa na internet, mas acha que isso pode ofender alguém, o jurista orienta a não praticar essa conduta. 

 

Recentemente uma criança do programa de TV Masterchef Junior, a jornalista Maria Julia Coutinho e o jogador de futebol Michel Bastos foram vítimas de racismo pela internet. A modelo Nayce Samara denunciou os ataques à Polícia Civil, a exemplo do que fez a atriz Thais Araújo, ao ser agredida no Instagram.

 

Uma comissão parlamentar de inquérito na Câmara dos Deputados discute meios mais eficientes para investigar e punir esse tipo de crime. A presidenta da CPI dos Crimes Cibernéticos, Mariana Carvalho (PSDB-RO) , convidou Thais Araújo a relatar o caso de racismo virtual. 

 

A deputada ressalta que casos como o da atriz Thais Araújo acontecem diariamente, mas muitas pessoas não conseguem noticiar o fato. 

 

Nayce incentiva quem sofreu preconceito a denunciar.

 

Quem sofre racismo ou injúria racial, tem até seis meses para procurar a polícia.

 

Leia mais na Agência Brasil

Últimas notícias
Geral

Trânsito na W3 sul é liberado aos domingos

A partir deste domingo, o trânsito para veículos está liberado na w3 sul. Durante um ano e meio a via ficou interditada para carros aos domingos.

Baixar arquivo
Geral

Ministro de Minas e Energia descarta risco de apagão no país

Bento Albuquerque disse que o país atravessa a pior crise hídrica dos últimos 90 anos, com falta de chuvas nos principais reservatórios, mas setor elétrico soube trabalhar para superar o problema.

Baixar arquivo
Saúde

Cidades de São Paulo cancelam carnaval de 2022

São Bernardo do Campo, São Caetano do Sul, Ribeirão Pires, Rio Grande da Serra e Santo André decidiram cancelar o carnaval do ano que vem com receio do aumento de casos da variante Ômicron. 

Baixar arquivo
Economia

Fecomércio lamenta cancelamento do Réveillon no Rio de Janeiro

O presidente da Fecomércio reconheceu a importância do evento para setores fundamentais da economia, mas admitiu os riscos que a nova variante do coronavírus representariam em uma celebração desse porte.

Baixar arquivo
Saúde

Festa de Réveillon em Copacabana, no Rio de Janeiro, é cancelada

O fator predominante para cancelar o evento é o risco que representaria, diante do avanço em vários países da nova variante do coronavírus. A Ômicron já tem casos confirmados também no Brasil, por enquanto em pessoas que chegaram do exterior.

Baixar arquivo
Cultura

Bienal do Livro festeja reencontro de autores e público

Este ano, a festa literária faz homenagem a Zuenir Ventura. Na programação do fim de semana, debates sobre juventude, poesia, sustentabilidade, cultura geek e pop, saúde mental, e tendências do mercado literário.

Baixar arquivo